publicidade
16/01/20
A ideia do NADA é fornecer não apenas uma facilidade na forma de pagamento, mas também garantir maior liberdade ao turista. Foto: Divulgação
A ideia do NADA é fornecer não apenas uma facilidade na forma de pagamento, mas também garantir maior liberdade ao turista. Foto: Divulgação

Conheça o NADA, tecnologia de pagamento por aproximação de Noronha

16 / jan
Publicado por José Matheus Santos em Aplicativos às 16:12

A paradisíaca de Fernando de Noronha é um dos destinos pernambucanos mais procurados para passar as férias. Praias, festas, descanso e muitas belezas naturais, além de facilidades, como o fato do arquipélago ter tecnologia cashless, encantam os turistas. Com quase um ano de operação, o NADA, pulseira desenvolvida pela netPDV, veio transformar a experiência de consumo em Noronha.

O novo acessório com tecnologia de pagamento por aproximação já é aceito em mais de 100 estabelecimentos cadastrados da região, entre restaurantes, pousadas e lojas, até mercados e bares de praia.

Por seu isolamento, o arquipélago tem problemas de infraestrutura como a falta de sinal de internet e caixas eletrônicos, que causam dificuldades para quem tenta efetuar pagamentos nos estabelecimentos locais usando os tradicionais cartões e dinheiro. “No Ano Novo, sempre acontece congestionamento de conexões e sinal e, em Noronha, devido a problemas de infraestrutura, isso é bem recorrente. Por isso, o NADA funciona em qualquer lugar, mesmo sem sinal de celular”, conta o CEO da netPDV, Bruno Lindoso, fintech pioneira no Brasil e maior empresa de pagamento cashless no setor de entretenimento.

A aposta é de uma experiência de consumo fantástica: “vamos permitir que as pessoas esqueçam das pequenas preocupações cotidianas, como: onde está a minha carteira? Será que terei que sacar dinheiro para ir à praia? Afinal, ninguém acorda no paraíso pensando em dar uma passadinha no caixa eletrônico antes de curtir o Sol, diz Lindoso. “Queremos que o turista em Noronha evite essas preocupações”, completa o empresário.

A ideia é fornecer não apenas uma facilidade na forma de pagamento, mas também garantir maior liberdade ao turista, já que, na mesma pulseira, também poderá ser registrado o nome do seu portador, tipo sanguíneo, pousada em que está hospedado, contato de um acompanhante e demais dados em caso de emergência.


FECHAR