publicidade
08/01/20
2020 promete ser um ano empolgante para os fãs de astronomia  - Foto: PixaBay
2020 promete ser um ano empolgante para os fãs de astronomia - Foto: PixaBay

Calendário astronômico 2020: veja os fenômenos imperdíveis deste ano

08 / jan
Publicado por Larissa Lira em Astronomia às 17:42

2019 foi um ano cheio de fenômenos astronômicos. Teve eclipse solar parcial e total, eclipse lunar total, super lua, trânsito de Mercúrio no disco solar e até eclipse solar anular. O bom é que 2020 também promete ser um ano empolgante para os fãs de astronomia. Por isso, separamos uma lista dos eventos astronômicos que irão acontecer este ano para você já marcar no calendário e, quando possível, ficar com a ‘cabeça nas nuvens’.

via GIPHY

 

Superlua

 

Super lua de 2019, em Milão.
Foto: Marco Bertorello | AFP

No dia 9 de março teremos a primeira superlua , das três que teremos este ano. O fenômeno ocorre quando o satélite natural está mais próximo da Terra e coincide com a fase da lua cheia. Nesses dias, a Lua parecerá 7% maior e 15% mais brilhante. Após março, o fenômeno será repetido em 7 de abril, com a maior lua do ano, e novamente em 9 de maio. 2016 foi o ano em que a Lua esteve mais próxima da Terra desde 1948 e ela não retornará a essa posição até 2034.  A boa notícia é que esse fenômeno poderá ser observado do Brasil.

 

Chuva de Meteoros

O evento acontece em 21 e 22 de abril e será visível do hemisfério sul, chegando a ser visto no Brasil, mas com dificuldade. Os meteoros podem gerar bolas de fogo, o que tornaria o evento mais interessante visualmente. Mesmo assim, é difícil prever exatamente o que acontecerá nos céus durante esses dias. Se o tempo for ruim, o evento pode não ser visível.

Eclipse solar anular

Eclipse solar anular fotografado em 20 de maio de 2012 no Novo México, nos EUA

O eclipse solar anular ocorre quando a Lua está longe demais da Terra para encobrir totalmente o Sol, o que resulta em um anel de luz em volta da Lua enegrecida. O eclipse acontece em 21 de junho, mas não será visível do Brasil, apenas em grande parte da África, sul da Ásia e do Oriente Médio.

 

Eclipse solar total

via GIPHY

 

O único eclipse solar total deste ano acontece apenas em 14 de dezembro. Nesse dia, a Lua irá encobrir totalmente o Sol. O fenômeno será visível apenas nos dois terços inferiores da América do Sul e em uma fatia estreita do sudoeste da África. No Brasil, algumas partes do Norte e Nordeste irão ficar sem ver o eclipse.

Onde observar fenômenos astronômicos na Região Metropolitana do Recife?

Para observar esses fenômenos astronômicos nada melhor do que um telescópio. O instrumento pode ser encontrado nos dois observatórios da Região Metropolitana do Recife: a Torre Malakoff e no Observatório da Sé.

A Torre Malakoff, na Praça do Arsenal, no Bairro do Recife, funciona como observatório astronômico e portão monumental do Arsenal da Marinha. O observatório da Torre funciona apenas aos domingos das 16h às 19h30. A entrada é gratuita.

Já no Alto da Sé, em Olinda, temos o Observatório Astronômico da Sé. O espaço foi construído no local onde o astrônomo francês Emmanuel Liais observou e descreveu o cometa Olinda (C/1860 D1), sendo o primeiro cometa descoberto na América do Sul e em território brasileiro. Ele funciona gratuitamente de terça a domingo, das 16h às 20h e durante os principais eventos para observação de fenômenos celestes.


FECHAR