publicidade
13/09/19
PHPeste acontece pela primeira vez no Recife. Foto: Luiz Pessoa/JC360
PHPeste acontece pela primeira vez no Recife. Foto: Luiz Pessoa/JC360

PHPeste reúne especialistas de TI para fortalecer a profissão no Nordeste

13 / set
Publicado por Mariane Monteiro em Patrocinada às 9:00

Com o dinamismo das transformações digitais, o mercado tem investido cada vez mais em soluções que gerem produtividade, e é aí onde entram os profissionais da tecnologia da informação (TI), desenvolvendo softwares e processando dados que viram ferramentas de trabalho nas nossas telas. “O mercado de tecnologia está crescendo no mundo inteiro. Moro há um ano em Amsterdam e aqui a realidade não é diferente. Porém, há muitas vagas e poucos profissionais capacitados”, pontua o backend e engenheiro de software Abdala Cerqueira. Ele é o idealizador do PHPeste, evento que acontece em outubro, no Recife, e reúne estudantes e especialistas em PHP para promover um intercâmbio de experiências, discutir sobre o mercado e fortalecer o nicho no Nordeste.

“Morei seis anos em João Pessoa e percebi que falta referência na parte de tecnologia no Nordeste. Os profissionais mais experientes acabam optando por sair do país”, ressalta Abdala. “Queríamos dar visibilidade para os profissionais locais. Criar referências, pontos de incentivo e apoio. Isso é muito importante. Acredito que estamos perdendo excelentes profissionais que nem imaginam que podem trabalhar com tecnologia”, lamenta. A partir dessa problemática, nasceu a conferência PHPeste, que já passou por João Pessoa (PB), Salvador (BA), Fortaleza(CE), São Luís (MA) e chega à quinta edição no Recife, de 17 a 20 de outubro, com 30 palestras e cinco oficinas. 

“Percebemos que eventos como esse só aconteciam no Centro-Oeste e Sul do país e isso acabava por concentrar o conhecimento nessas regiões, já que os grandes nomes do mercado estão por lá”, explica Fábio Fernandes, engenheiro de software e organizador do PHPeste. “Como estudantes, curiosos da área como um todo, muitas vezes não tinham condições de se deslocar para lá, nós começamos a trazer essas pessoas para cá”, continua Fábio. São 90 vagas em cinco oficinas, que acontecem nos dias 17 e 18 de outubro, e 380 vagas para as palestras, que acontecem nos dias 19 e 20. Tudo no auditório da Uninabuco, da Avenida Guararapes, no Santo Antônio, Centro do Recife. “É a oportunidade de participar de um workshop como ‘Docker: do básico à orquestração’, de Wellington Silva, que é referência no assunto. Ele ministra essa oficina em São Paulo e é necessário um investimento de R$ 800, muito mais alto do que o PHPeste”, ressalta Fábio. 

Silva é autor do livro “Aprendendo Docker: do básico à orquestração de contêineres”, publicado pela editora Novatec. Com um currículo extenso, ele é docker community leader em São Paulo. “É muito gratificante poder repassar algumas das coisas que estudei, assim como aprender com os problemas que outros profissionais tiveram”, afirma. “Só de estar imerso nesse ambiente, você acaba pegando insights por osmose”, comenta. Pela primeira vez no Recife, Wellington acredita que o PHPeste é a oportunidade de não apenas trocar conhecimento, mas de fazer networking. “Gera amizade, indicações para trabalhos específicos. Estar presente em eventos como esse já aumenta muito a chance de conseguir uma oportunidade de trabalho.” 

O investimento para participar dos workshops é de R$ 190. Além da oficina de Docker, será oferecida a “Estruturando um SaaS multi-tenant no ecossistema da AWS”, com o CTO Matheus Melo; “Programando com PHP enquanto come Rapadura”, com o programador e desenvolvedor web Alessandro Feitoza, entre outras. A programação completa do evento pode ser consultada no site.


FECHAR