publicidade
19/06/19
(Imagem: Pixabay)
(Imagem: Pixabay)

5G é o primeiro passo para o futuro da Internet das Coisas

19 / jun
Publicado por Maria Ligia em CIÊNCIA às 19:59

Com a chegada dos primeiros celulares com capacidade para operar a tecnologia de internet móvel 5G, surge a pergunta: e qual é a diferença para o 4G? Bem, as expectativas do mercado são grandes para o modelo. Para além de uma rede mais rápida, o 5G promete abrir portas para um futuro onde TUDO pode ser conectado à web. É a revolução da ‘Internet das Coisas’, que será facilitada graças à tecnologia.

Isso porque, de acordo com a associação de provedores e fabricantes do setor de telecomunicações 5G Americas, o 5G faz a diferenciação de 3 tipos diferentes de interações – “pessoas com pessoas”, “pessoas com máquinas” e “máquinas com máquinas” – necessárias para dar suporte a cada tipo de tecnologia.

Os modelos, geralmente divididos entre eMBB (Banda Larga Móvel Melhorada), MIoT (Internet das Coisas Massiva), e URLLC (Comunicações Ultra confiável de Baixa Latência), são aplicados de acordo com a especificidade de cada uso. Por exemplo, dispositivos que fazem uso de realidade virtual demandam, sobretudo, uma alta taxa de transferência de dados e boa cobertura de serviços, requisito das conexões eMBB.

Isso não impede que um serviço ou aplicativo precise de mais de dois, ou dos três, para ser executado. Ainda segundo a 5G Americas, esses limites não são fechados ou estáticos.

Corrida comercial

Não é a toa que a corrida para habilitar a quinta geração de telefonia móvel tem acirrado a guerra comercial entre China e Estados Unidos nos últimos meses. A gigante Huawei lidera a evolução da tecnologia e tem causado consternação nos estadunidenses. A empresa vem sofrendo sanções do presidente Donald Trump por supostamente ter ligações com o governo chinês.

As condenações acarretaram na queda de 40% nas vendas dos smartphones do grupo em 2019 e na redução da expectativa de produção para o biênio 2019 e 2020, revelou o fundador da Huawei, Ren Zhengfei, nessa segunda-feira (17). Na sexta-feira (14),o grupo anunciou o adiamento em três meses do lançamento do 5G Mate X, que agora só deverá chegar ao mercado em setembro.


FECHAR