publicidade
05/10/18
NASA/ Divulgação
NASA/ Divulgação

Nasa cética sobre teoria de sabotagem após vazamento misterioso na ISS

05 / out
Publicado por Fernanda Villas Bôas em Astronomia às 13:50

A Nasa expressou dúvidas nesta quarta-feira (3) sobre uma teoria que surgiu na Rússia de que um pequeno buraco que causou um vazamento de ar na Estação Espacial Internacional (ISS) foi o resultado de uma sabotagem.

O buraco detectado entre 29 e 30 de agosto em uma espaçonave russa ancorada na estação orbital não foi resultado de um defeito de fabricação, segundo a agência espacial russa, que afirma estar investigando a possibilidade de que tenha sido feito intencionalmente.

Mas a Nasa, a agência espacial americana, rebateu em comunicado que descartar defeitos de fabricação “não significa necessariamente que o buraco foi feito intencionalmente ou com más intenções”.

A agência espacial russa Roscosmos imediatamente lançou uma investigação sobre o buraco, e seu chefe, Dmitry Rogozin, foi à televisão dias depois para dizer que este pode ter sido o resultado de um ato desonesto na Terra ou feito por astronautas no espaço.

“Onde foi feito será estabelecido por uma segunda comissão, que está em ação agora”, disse Rogozin, ex-vice-primeiro-ministro russo que foi colocado sob sanções dos EUA pela crise na Ucrânia em 2014.

Estação Espacial Internacional (ISS)/ Divulgação

O jornal russo Kommersant informou que uma investigação estava analisando a possibilidade de que astronautas americanos tenham feito o buraco deliberadamente para mandar um colega doente de volta para casa – algo que as autoridades russas depois negaram.

“A Nasa e a Roscosmos estão investigando o incidente para determinar a causa”, disse a Nasa na quarta-feira.

Os astronautas da ISS estão planejando uma caminhada espacial em novembro para coletar mais informações sobre o buraco, que foi rapidamente selado.

Um astronauta e um cosmonauta devem viajar para a ISS em 11 de outubro a bordo de uma espaçonave russa Soyuz MS-10 do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão.

O administrador da Nasa, Jim Bridenstine, planeja se encontrar com Rogozin quando ele comparecer ao lançamento.

A tripulação da ISS inclui dois russos, dois americanos e um alemão representando a Agência Espacial Europeia.

© Agence France-Presse

Leia Mais
Robô franco-alemão fará missão-relâmpago em um asteroide
Minirrobô Mascot trabalha a toda velocidade em um asteroide


FECHAR