publicidade
29/11/13

Doutorando do CIn vence maratona hacker da Câmara dos Deputados

29 / nov
Publicado por Letícia Saturnino em Destaque às 15:54

Foto: Reprodução
O site contém informações sobre os valores gastos por deputados e senadores de todos os Estados. Foto: Reprodução

O site “Meu Congresso Nacional”, criado pelo doutorando em Engenharia de Software do Centro de Informática (CIn) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Kellyton Brito, foi o primeiro colocado na Maratona Hacker (Hackathon 2013) promovida pela Câmara dos Deputados, em Brasília. O resultado foi divulgado nessa quinta-feira (28/11).

A página contém informações sobre os valores gastos por deputados e senadores de todos os Estados, com detalhes como as datas e o destino das verbas. No portal, o cidadão tem acesso a gráficos e sistemas de busca que permitem obter maior transparência sobre as ações dos parlamentares. Também é possível visualizar em um mapa as fachadas das empresas, através do Google Maps, de forma integrada ao site. Dessa forma, a população pode checar a real existência das mesmas.

A Maratona Hacker, que teve como objetivo aumentar a transparência do trabalho parlamentar e ampliar a compreensão do processo legislativo, teve 22 projetos apresentados. Os outros dois vencedores foram “Monitora, Brasil”, um app para celulares que possibilita o acompanhamento da assiduidade dos deputados e dos projetos propostos, organiza rankings, lista de twitters e outras informações relativas ao mandato; e “Deliberatório”, um jogo de cartas offline que simula o processo de discussão e deliberação das proposições na Câmara dos Deputados.

Os três vencedores receberão prêmio de R$ 5 mil, concedido pelo Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo (Sindilegis), patrocinador do concurso. A premiação acontece dia 11 de dezembro em cerimônia na Câmara dos Deputados.

De acordo com a Agência Câmara de Notícias, todos estes aplicativos estarão disponíveis “em breve” na página do portal da Câmara, e “na medida do possível, serão integrados a outras informações, sistemas e aplicativos da instituição”.


FECHAR