publicidade
22/05/12
tron e serttel
tron e serttel

Governo planeja instalar fábrica de circuito integrado no Parqtel

22 / maio
Publicado por Letícia Saturnino em MERCADO às 12:40

20120522-110342.jpg
Eduardo Campos na placa de inauguração do Parqtel (Foto: Paulo Floro/NE10

O Governo do Estado planeja instalar uma fabrica de circuitos integrados no Parqtel, Parque Tecnológico de Pernambuco, localizado no Curado, no Grande Recife. A informação foi dada ao NE10 por Alexandre Stanford, novo administrador da comitê diretor do parque. “Será uma flexi-fabri, ou seja, uma estrutura de porte menor, voltada para criar produtos adaptados à situações extremas”, explica.

LEIA MAIS
Serttel quer levar bicicletas inteligentes para a Copa
Elcoma: roteador de baixo custo quer popularizar internet

Em Pernambuco, ainda não existem fábricas de semicondutores, e apesar do Estado possuir designers e engenheiros para desenvolver os produtos, ainda não há maquinário. “Já fechamos o projeto e esperamos inaugurar este espaço no máximo em quatro anos”, disse Stanford. O custo previsto será de R$ 147 milhões.

Essa fábrica fornecerá produtos para extração de petróleo, exploração marítimas a altas pressões. “Não temos condições de criar algo em larga escala, voltado para telefonia, televisores e transistores, mas isso nos dá o pontapé para atrair empresas de semicondutores para Pernambuco”, acredita Stanford.

Nesta terça (22), uma solenidade marcou a inauguração da sede administrativa do Parqtel, no Curado e que contou com a presença do Governador Eduardo Campos. A construção custou R$ 13 milhões e chega para apoiar as empresas instaladas no parque e incentivar a inovação. Estão previstas as construções de laboratórios, centro de testes e uma incubadora. Pela proximidade com a UFPE, a expectativa é aproximar ainda mais o intercâmbio da academia com o setor industrial do Estado.


Serttel e Tron são duas empresas instaladas no Parqtel (Foto: Divulgação)

“Não há país que cresça sem uma indústria de classe mundial. O Parqtel está inserido nesse contexto de crescimento e oportunidade do Brasil no cenário internacional”, disse Eduardo Campos. “Queremos que Pernambuco siga liderando esse crescimento acima da média do Nordeste, para que no futuro breve tenhamos um equilíbrio na riqueza no Brasil”.

O Parqtel não é novo, mas vivia a urgência de uma revitalização e mais atenção por parte do Governo nos últimos anos. Para adquirir conhecimento técnico em inovação, o núcleo de gestão foi incubado no Porto Digital, no Recife Antigo. Criado ainda no governo de Miguel Arraes, hoje, o parque possui oito empresas instaladas, com um faturamento anual de R$ 55 milhões ao ano. Três pedidos já foram recebidos para a instalação de novas companhias e outras duas estão em negociação. Com uma área total de 320 mil metros quadrados e 220 mil para instalação de prédios, o lugar ainda tem capacidade para receber ao todo 25 prédios.

QUASE LÁ – Apesar de toda a solenidade de hoje, a sede administrativa do Parqtel ainda não está em pleno funcionamento. As salas ainda estão sendo montadas e não há infra-estrutura básica, como internet. Segundo o atual gestor, Alexandre Standord, a previsão é de que esteja tudo pronto em até seis meses.


FECHAR