13
set

Lado Oeste de Jericoacoara com adrenalina e diversão

13 / set
Publicado por Leonardo Vasconcelos às 8:09

Foto: Gustavo Pellizon / Secretaria de Turismo do Ceará / Divulgação

(OBS: O #BlogMochileo viajou para Jeri antes da pandemia)

O lado oeste de Jeri é o da adrenalina e diversão. O roteiro contempla desde a observação de cavalos-marinhos e fotos no mangue até tirolesas e tobogãs em dunas. O passeio é realizado geralmente das 8h às 15h, dependendo da maré, e pode ser feito de carro 4×4 (as famosas jardineiras), buggy ou quadriciclo.

 

 

O #BlogMochileo, que fez todos os passeios em Jericoacoara com a agência Jeri Férias, escolheu a última por dar mais emoção e fazer do próprio caminho uma atração à parte com a velocidade e manobras nas montanhas de areia.

 

 

Leia mais:

O tempo passa e Jericoacoara continua linda

Lado Leste de Jericoacoara com tranquilidade e contemplação

O mágico Vale do Catimbau

A calmaria e a beleza da Ilha de Santo Aleixo em Sirinhaém

A beleza escondida de Serra Negra em Bezerros

 

 

A primeira parada é pra atravessar o Rio Guriú em balsas e logo depois à esquerda o turista tem a oportunidade de fazer um rápido passeio de barco de 20 minutos até uma área de mangue que é berçário de cavalos-marinhos.

 

 

Vale a pena ver de perto o pequeno animal que é pego em um recipiente de vidro e logo depois devolvido à natureza.

 

 

A parada seguinte é bem próximo na praia de Guriú, conhecida como Mangue Seco, em Camocim. Ela é marcada por uma exótica paisagem de árvores altas com grandes raízes à mostra e ainda conta com balanços, compondo cenários perfeitos para fotos.

 

 

Depois dos cliques é hora de seguir o trajeto pelas imensas dunas, com o emocionante sobe e desce. Até que finalmente se chega na Lagoa de Tatajuba, conhecida por suas tirolesas.

 

 

 

A experiência é radical e refrescante já que elas terminam com um providencial banho. Mas se engana quem pensa que a diversão acaba por aí.

 

 

 

Logo ao lado existem alguns tobogãs que proporcionam mais velocidade e emoção na chegada na água.

 

 

 

Após as brincadeiras, o turista pode descansar e almoçar nas várias barracas localizadas ao redos das lagoas. No retorno para a vila no meio da tarde a dica é pedir para ficar na famosa (e auto-explicativa) duna do por do sol para admirar um dos crepúsculos mais famosos do Nordeste.

 

 

 

REDES SOCIAIS:

 

 

*Acompanhe o @blogmochileo também pelo Instagram, Twitter, Facebook e Youtube.


Veja também