15
mar

O desafio e a beleza do rapel na Pedra Grande

15 / mar
Publicado por Leonardo Vasconcelos às 9:05

Foto: Divulgação

O passeio por São José da Coroa Grande está muito bom e tranquilo, mas que tal colocar uma pouco de adrenalina na visita ao município? E se ela for combinada com um visual único e estonteante? O #blogmochileo, claro, topou o desafio e lhe indica a fazer o mesmo. A atividade indicada é o rapel feito na auto-explicativa Pedra Grande, localizada no distrito de Várzea do Una. A pedra realmente é grande, mas também bonita e com uma ótima vista para o estuário do Rio Una. O rapel de cerca de 40 metros, inclusive, termina nele. Uma jangada à motor dá o suporte para pegar os aventureiros na água e levar de volta para a terra.

 

Leia mais:

O resgate das belezas de São José da Coroa Grande

O mágico Vale do Catimbau

A calmaria e a beleza da Ilha de Santo Aleixo em Sirinhaém

A beleza escondida de Serra Negra em Bezerros

 

 

A atividade foi feita com a equipe Super Ação, que existe há seis anos, e há dois explora a Pedra Grande. Quando se vê coordenador se entende a razão do nome do grupo. Vanilson Monteiro, conhecido como Van Van, tem 42 anos, e aos 9 perdeu a perna esquerda em um acidente. “Eu estava na calçada quando um carro em fuga me atropelou. Mas nunca deixei isso me impedir de curtir a vida e praticar esportes. Aqui no rapel, me coloco como exemplo. Se com apenas uma perna eu faço, todos conseguem também. Eu já desci aqui com pessoas dos 9 aos 72 anos e quero continuar inspirando mais pessoas a vencerem seus medos”, afirmou Vanilson. O #blogmochileo fez a descida ao lado dele e viu a segurança passada, apesar da ausência da perna que em nada compromete a atividade.

 

 

 

Depois, foi a vez de acompanhar outras pessoas superarem seus receios na Pedra Grande. Uma delas foi a autônoma Dayane Costa que encarou um rapel pela primeira vez. “Ao chegar no local, bateu aquele grio na barriga, mas a equipe passou uma segurança incrível e a sensação de superação é deliciosa. Recomendo e quero mais”, afirmou Dayane, que logo depois da primeira descida já voltou ao topo da pedra para fazer o rapel novamente.

 

 

 

REDES SOCIAIS:

 

 

*Acompanhe o @blogmochileo também pelo Instagram, Twitter, Facebook e Youtube.


Veja também