22
dez

O reggae em São Luís, a Jamaica Brasileira

22 / dez
Publicado por Leonardo Vasconcelos às 9:18

Foto: Leonardo Vasconcelos / @BlogMochileo

 

É difícil não se apaixonar pela “Ilha do amor”, como é carinhosamente chamada São Luís. Um sentimento embalado por um som bem característico: o reggae. Sim, a ilha também é conhecida como a “Jamaica Brasileira”. Existem várias teorias sobre a chegada do ritmo à cidade na década de 70. As principais dizem que foi devido a discos trazidos de lá por marinheiros ou à sintonização de ondas de rádio do Caribe. Nos anos 80, São Luís já contava com dezenas de clubes, salões e programas de rádio dedicados ao ritmo. A influência jamaicana também pode ser vista no linguajar e nas roupas das pessoas.

 

 

Leia mais:

A mistura de São Luís no Maranhão

O mágico Vale do Catimbau

A calmaria e a beleza da Ilha de Santo Aleixo em Sirinhaém

A beleza escondida de Serra Negra em Bezerros

 

 

 

Uma prova desta força foi a inauguração em 2018 do Museu do Reggae, o primeiro temático do ritmo localizado fora da Jamaica. O espaço conta a trajetória do gênero musical no Maranhão e os laços de identidade social construídos ao longo do tempo. Vale muito a visita. Tanto para turistas quanto para os próprios ludovicenses (quem nasce na cidade).

 

 

A estudante Silvana Dourado, de 22 anos, é natural de lá e visitou o local pela primeira vez. “Apesar de ser maranhense nunca havia visitado o museu e deu pra aprender mais da importância do reggae na nossa cultura. O acervo é bem legal e descobri muita coisa do ritmo em São Luís que mesmo eu sendo daqui nem imaginava”, afirmou.

 

*O #BlogMochileo fez o passeio com a Taguatur Turismo

 

REDES SOCIAIS:

 

 

*Acompanhe o @blogmochileo também pelo Instagram, Twitter, Facebook e Youtube.


Veja também