publicidade
16/05/21
FOTO: ROVENA ROSA/AGÊNCIA BRASIL
FOTO: ROVENA ROSA/AGÊNCIA BRASIL

Políticos lamentam falecimento precoce do prefeito Bruno Covas

16 / maio
Publicado por jamildo em Notícias às 10:00

Como já era esperado, desde que a equipe médica havia afirmado na semana passada que o caso médico dele era irreversível, aconteceu neste domingo o falecimento precoce do prefeito de São Paulo Bruno Covas, aos 41 anos.

Bruno Covas lutava contra o câncer desde 2019, encarou a doença com coragem e em nenhum momento deixou de lutar e ter fé, como evidenciou para todo o Brasil. Igualmente, seguiu trabalhando e exercendo suas funções com dignidade até o último momento possível.

Advogado e economista, Bruno Covas foi deputado estadual, secretário estadual de Meio Ambiente de São Paulo, presidente do Juventude do PSDB e deputado federal. Em 2016, foi eleito vice-prefeito da cidade de São Paulo, assumindo a prefeitura dois anos depois. Em 2020, Covas foi reeleito prefeito de São Paulo.

No Recife, a produtora cultural Ceu lembrou de Bruno Covas na parada da diversidade de SP 2019, meses depois a notícia da doença. Ela enviou ao blog uma foto do prefeito , em seu primeiro mandato , no espaço da avenida paulista. “Perdemos um aliado político”.

“Após 2 anos travando uma brava luta pela vida, o prefeito Bruno Covas nos deixa um importante exemplo de coragem. A força que demonstrou ao longo de toda a sua trajetória, tenho certeza, será a melhor maneira de lembrar dele. Que Deus possa confortar sua família e amigos. Minha solidariedade e meu respeito.”, escreveu João Campos – Prefeito do Recife.

“É com pesar que recebo a notícia do falecimento do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), um homem íntegro, humano, que lutou por grandes causas e que vinha conduzindo brilhantemente a maior metrópole do nosso país. Sem dúvida ele foi um político exemplar, e deixará em nossas lembranças e na nossa história seu legado. Neste momento doloroso, venho externar meus sentimentos e me solidarizar com a sua família”, disse Samuel Salazar, vereador do Recife.

Paulo Câmara declarou.

“A política brasileira perde uma liderança séria e competente com a morte do prefeito de São Paulo Bruno Covas, aos 41 anos. Bruno herdou do avô Mário Covas o senso de justiça e a coragem. Características que ficaram evidentes em sua luta contra o câncer. Minha solidariedade à família e aos amigos.”

Uma das primeiras entidades a se pronunciarem foi a Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (ADPESP), que lamentou o falecimento precoce do prefeito.

“Certamente, sua trajetória na vida pública, aliada à postura de resiliência e perseverança, será para todos inspiração e exemplo, credencia o seu nome para figurar para sempre entre os grandes nomes da história de São Paulo e do Brasil. Aos familiares, amigos e todos os entes queridos, nossas sinceras e profundas condolências”, escreveu Gustavo Mesquita Galvão Bueno, presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (ADPESP).

Miguel Coelho vê “exemplo de luta, força e fé”

“O Brasil perdeu uma grande liderança. Após uma longa e corajosa luta, Bruno Covas descansou. Homem de trajetória política exemplar, digno do sobrenome que carrega. Por onde passou, foi bem sucedido, seja como parlamentar ou no poder executivo. Bruno Covas ainda tinha muito a oferecer aos paulistas e brasileiros, mas, infelizmente, sua partida foi antecipada por um mal atroz.

Tive a oportunidade de me aproximar mais de seu convívio nos últimos tempos por conta do trabalho na Frente Nacional dos Prefeitos e confirmei as minhas impressões. Bruno tinha muito espírito público e dedicação em servir a causas maiores.

Dia triste para todos nós que perdemos um amigo, assim como, para o Brasil, que perde um líder. Que o exemplo de luta, força e fé de Bruno possa guiar todos. Meus sentimentos aos familiares e amigos mais próximos. A história de Bruno continuará a nos inspirar como homem íntegro e corajoso até seus últimos momentos”, declarou Miguel Coelho – prefeito de Petrolina e secretário-geral da Frente Nacional dos Prefeitos.

“Lamentamos a morte do prefeito de São Paulo, Bruno Covas. O Brasil perde um homem público promissor forjado nas fileiras da democracia e já testado como administrador competente e aprovado pela população da maior cidade do País. A nossos colegas de PSDB, nossos profundos sentimentos de pesar. À família Covas, nosso carinho e desejo de muita fé neste momento”, escreveu Baleia Rossi, pesidente Nacional do MDB.

“A morte de Bruno Covas é uma grande perda para o nosso País. Ele encarnava os mais elevados valores da vida pública. Ética,equilíbrio e espírito democrático. Tudo isso inspirado no extraordinário legado de seu avô, Mário Covas. Legado esse que soube honrar e valorizar. Meus sentimentos a toda a sua família”, disse Armando Monteiro (PSDB).

“O Brasil perdeu hoje um grande e jovem político, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, de 41 anos. Um exemplo de pessoa honrada, competente, responsavel, Bruno era neto do também grande político o ex-governador Mário Covas e, como o avô, foi vítima de câncer. Lamentamos sua morte e nos solidarizamos com familiares e amigos na certeza de Deus o está recebendo em sua eterna morada”, comentou Terezinha Nunes.

O vereador Tadeu Calheiros, vice-líder da oposição na Câmara, também expressou suas condolências diante do triste ocorrido.

“Com profundo pesar, lamento o falecimento do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, neste domingo (16/05), aos 41 anos. Covas sempre foi um defensor da democracia e um político atuante. Como oncologista, sei exatamente dos desafios que Bruno Covas teve que superar no enfrentamento ao câncer desde, outubro de 2019, e posso afirmar que seu exemplo de positividade, força e dignidade são inspiradores. Presto aqui minhas condolências e desejo força a todos os amigos e familiares de Bruno Covas, em especial ao jovem filho Tomás.”

Líder do bloco oposicionista na capital Pernambucana, Renato Antunes (PSC) utilizou as redes sociais para lamentar o falecimento de Covas.

“Pensar diferente não deve ser motivo de desonra, ódio ou desprezo. Nossa solidariedade ao povo de São Paulo, família e amigos do Prefeito Bruno Covas. Paz e consolo da parte do Deus Eterno” , comentou Renato em publicação.


FECHAR