publicidade
11/05/21
Fotos: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil e Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Fotos: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil e Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Bolsonaro e Lula crescem em simulação de 1º turno para 2022, mostra pesquisa. Petista venceria no 2º turno

11 / maio
Publicado por José Matheus Santos em Notícias às 8:52

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ampliaram as suas vantagens para os demais concorrentes na possível disputa eleitoral de 2022, de acordo com pesquisa do Atlas Político divulgada nesta segunda-feira (10).

Os dois estão tecnicamente empatados na liderança da disputa no 1º turno, segundo o levantamento realizado entre 6 e 9 de maio.

Bolsonaro aparece numericamente à frente com 37% das intenções de voto, e Lula vem em seguida com 33,2%. Como a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, há um empate técnico.

Na pesquisa anterior, em março, Bolsonaro e Lula já lideravam. Mas ambos tinham taxas menores que as atuais: 32,7% e 27,4%, respectivamente.

Agora, o terceiro colocado é ex-ministro e ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT), com 5,7%.

Anteriormente na terceira posição com 9,7%, o ex-juiz Sergio Moro marca 4,9% na nova simulação.

Em seguida, aparecem nas intenções de voto o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM), 3,4%; o apresentador Luciano Huck (sem partido), 2,1%; o apresentador Danilo Gentili (sem partido), 2%; o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), 1,8%; João Amoêdo (Novo), 1,5%; e Marina Silva (Rede), 1,3%.

Outros quatro nomes juntos somam 2,6%. 4,5% dos entrevistados não souberam responder ou sinalizaram intenção de votar em branco ou nulo.

2º turno

Na simulação de segundo turno entre Lula e Bolsonaro, o petista vence o atual presidente por 45,7% a 41%.

Além do ex-presidente, outros dois nomes aparecem numericamente à frente de Bolsonaro em simulações de 2º turno, ainda que em margem apertada: Mandetta (42,4% a 40,5%) e Ciro Gomes (41,9% a 40,9%).

Pesquisa

O Atlas ouviu 3.828 eleitores de todo o país por meio de um questionário online aplicado via convites randomizados. O levantamento foi realizado entre 6 e 9 de maio. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.


FECHAR