publicidade
01/05/21
Bruno Campos/JC Imagem
Bruno Campos/JC Imagem

Metrô do Recife é alvo de críticas do deputado estadual Romero Albuquerque

01 / maio
Publicado por jamildo em Notícias às 10:59

O deputado estadual Romero Albuquerque (PP) encaminhou à CBTU um pedido de informação a respeito da precariedade do serviço no Recife.

Como nova ponte ferroviária sobre Rio Pirapama, no Cabo, pode reduzir intervalo de trens do Metrô do Recife

“Antes de começar mais uma jornada, grande parte dos estudantes e trabalhadores da Região Metropolitana do Recife encontram no metrô a primeira dificuldade do dia. Superlotação, falta de fiscalização, atrasos, vazamentos e goteiras nas estações e dentro dos vagões, além de assaltos e frequentes falhas na operação são alguns dos problemas que colocam em xeque a eficiência do transporte. A situação tem sido alvo de críticas da população”, explicou.

O deputado disse esperar saber, por exemplo, com qual frequência são feitas as manutenções preventivas e vistorias para o perfeito funcionamento das máquinas. Ele ressalta que, diante de aumentos que somam quase 200%, não há justificativa para a queda na qualidade da viagem.

“O passageiro comum gasta, no mínimo, R$ 8,50 indo e vindo do seu destino e deveria desfrutar de uma viagem confortável, tranquila e sem riscos”, pontua. Romero ainda questiona qual o prazo para dar início às melhorias no transporte público.

O pedido de informação, endereçado ao superintendente da Companhia Brasileira de Trens Urbanos, Carlos Ferreira, cobra solução para o que chama de “situação caótica vivida pelos usuários”.
“Nesses últimos anos, as queixas de quem usa o transporte têm se multiplicado. As redes sociais estão cheias de depoimentos e registros de como o metrô vem operando. As pessoas enfrentam descaso e sofrimento diário”, Romero afirma.

O requerimento diz que o serviço é “quase inoperante”, e pede respostas e solução imediata para problemas como estações sem parte do telhado, acúmulo de lixo na linha férrea e número e estado da frota dos veículos.

“O metrô está em operação há mais de 30 anos e precisamos resgatar a sua qualidade e utilidade. Em uma cidade lotada de carros, a sua proposta é ser a melhor alternativa para se locomover. O dia do recifense está atrelado à operação do transporte, e ela precisa ser boa. O estresse não pode ser parte da rotina das milhares de pessoas cujo transporte público é a única alternativa”, disse.

“Muitos relatam que, por inúmeras vezes, encontram estações fechadas sem aviso prévio, logo de manhã ou à noite, e precisam se expor, agora também ao risco de contaminação do vírus, a situações que eles mesmos chamam de humilhantes para conseguir chegar ao trabalho, ao médico, à escola, em casa. É um problema de anos, segundo contam. As pessoas estão exaustas!”, relatou.


FECHAR