publicidade
21/01/21
Jair Bolsonaro e o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (Foto: Carolina Antunes/Presidência da República)
Jair Bolsonaro e o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (Foto: Carolina Antunes/Presidência da República)

CUT organiza dia de mobilização pela vacina e contra Bolsonaro no Recife

21 / jan
Publicado por jamildo em Notícias às 15:20

A CUT Pernambuco, as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, partidos políticos e entidades dos movimentos sociais anunciaram nesta quinta que estão organizando uma grande carreata no próximo sábado (23/01), Dia Nacional de Mobilização, em defesa da vacinação de toda a população brasileira contra a Covid-19 e do impeachment do presidente Jair Bolsonaro.

No Recife, a concentração será às 09h, em frente à fábrica da Tacaruna – Av. Agamenon Magalhães/Classic Hall.

Segundo a entidade sindical, haverá também carreatas em Caruaru e Petrolina. Medidas de segurança como equipamento de proteção e distanciamento serão tomadas. respeitando os protocolos contra a Covids-19.

“Estamos unidos em defesa do emprego, distribuição de renda, saúde, democracia e da vida digna. E este dia faz parte de nossa trajetória de luta para construir um Brasil diferente”, disse o presidente da CUT Pernambuco, Paulo Rocha.

“O presidente Bolsonaro tem aplicado politicas nocivas à população quando retira recursos da saúde e não sabe combater a pandemia. É incompetente, briga com a ciência, brinca com a dor das pessoas que ultrapassaram a Covid-19 e com as famílias que perderam seus parentes. Mesmo com mais de 210 mil mortos, Bolsonaro segue negando a gravidade da pandemia e se colocado até contra a vacina, agindo para tirar recursos do SUS, atuando para não aprovar a Coronavac”, afirma.

“É preciso destacar que vacina não foi um ação do poder público federal, ela foi uma conquista da sociedade civil e do Sistema Único de Saúde (SUS), já que o presidente Jair Bolsonaro fez e faz diversas movimentações para que ela não seja prioridade e insiste em apoiar medicamentos sem eficácia comprovada. Apenas 6 milhões de doses da vacina Coronavac, produzidas pela Sinovac e o Instituto Butantan foram liberadas pela Anvisa, para vacinar um total de 2,8 milhões de pessoas. Isso representa apenas 4% das 68,8 milhões de pessoas dos grupos prioritários. Para ter uma melhor noção, para vacinarmos toda a população brasileira, estima-se que precisemos de 424 a 450 milhões de doses. Dá para acreditar? “, reclamou.

“Nesse cenário, ainda nos deparamos com informações inconclusas sobre a compra e a chegada de novas vacinas. A cada atraso no plano de vacinação para contemplar a sociedade como um todo, centenas de óbitos evitáveis ocorrem todos os dias”.


FECHAR