publicidade
14/01/21
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Vacinação contra a covid-19 começa na próxima quarta-feira no Brasil, diz Pazuello a prefeitos

14 / jan
Publicado por José Matheus Santos em Notícias às 11:59

Para os leitores do blog de Jamildo, não se trata de uma novidade, antecipada à coluna pela secretária de Saúde de Belo Jardim, no Agreste, na semana passada. Veja o post Governo do Estado diz a prefeituras que primeiras vacinas chegarão a Pernambuco no dia 20 de janeiro

Saiu o “Dia D” de início da vacinação no Brasil contra a covid-19. O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou nesta quinta-feira (14) em reunião com prefeitos que a imunização começará na próxima quarta-feira (20). A “Hora H” prevista é 10h.

> Voo da Azul para buscar vacina contra covid-19 na Índia é adiado por um dia e partirá do Recife nesta sexta-feira

Isso ocorrerá se houver aprovação da Anvisa no domingo (17).

Deverá acontecer uma cerimônia no Palácio do Planalto na terça-feira (19) em comemoração.

Segundo apurou o blog, na próxima segunda, começam a chegar as 2 milhões de doses da Astrazeneca para estados. Há também previsão das 6 milhões da Coronavac. A distribuição seguirá na terça para iniciar na quarta, dia 20. São 8 milhões de doses previstas para janeiro.

Os estados repassarão aos municípios. Para fevereiro, a previsão é de 30 milhões de doses.

O primeiro grupo a ser vacinado agora em janeiro inclui profissionais de saúde, idosos em asilos e indígenas. Depois, idosos acima de 75 anos, de acordo com prefeitos que participaram do encontro.

Não há definição de quantas doses chegarão para cada cidade na próxima semana. As 8 milhões de doses iniciais serão distribuídas proporcionalmente à população de cada estado.

A intenção é que as vacinas que chegarem já prevejam as duas doses. Ou seja, se chegar 20 mil doses no Recife, por exemplo, serão para 10 mil pessoas. A segunda dose é aplicada após 3 semanas.

joao campos reuniao escola
Foto: Rodolfo Loepert/Divulgação

João Campos pede prioridade para educação

O prefeito do Recife, João Campos (PSB), participou da reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello e a Frente Nacional de Prefeitos na manhã desta quinta-feira (14).

De dentro das novas instalações de uma escola pública municipal, a Escola Municipal Córrego do Euclides, inaugurada nesta quinta, o prefeito pediu novamente, conforme fez em solicitação formal na semana passada ao Ministério da Saúde, que os profissionais de Educação passem da fase 4 para a fase 1 de imunização.

“Nós tivemos a oportunidade de fazer uma reunião, na semana passada, com o nosso Comitê no Recife e elencar como prioridade para o grupo 1 – e pedimos que o Ministério da Saúde assim o fizesse-, os trabalhadores da educação básica do nosso país. O Brasil tomou uma decisão errada, enquanto pais que deve pensar no futuro, de não priorizar a volta as aulas de forma segura. Então seria muito importante a colocação dos profissionais da educação como grupo prioritário, na primeira fase. Eu faço esse apelo, nós fizemos esse pedido formalmente atraves de oficio. Seria uma decisão acertada se o Brasil assim o fizesse”, afirmou o prefeito.

O objetivo da solicitação do Recife é acelerar a retomada das aulas presenciais da rede municipal do Recife com mais segurança para educadores e alunos.

“O déficit de aprendizagem que a pandemia legará aos jovens e crianças brasileiras é algo ainda não dimensionado. Será muito grave, terá um ciclo duradouro para os próximos anos”, disse o prefeito.


FECHAR