publicidade
13/01/21
Foto: Leo Motta/JC Imagem
Foto: Leo Motta/JC Imagem

PP se reúne com Paulo Câmara e discute cargos no Governo de Pernambuco

13 / jan
Publicado por José Matheus Santos em Notícias às 10:49

Integrantes do PP se reuniram, nesta terça-feira (12), com o governador Paulo Câmara no Palácio do Campo das Princesas, sede do Governo de Pernambuco, para debater os espaços da legenda na gestão.

O encontro contou, além do governador, com as presenças do presidente estadual do PP, deputado federal Eduardo da Fonte, do presidente do PP no Recife, Lula da Fonte, e do secretário da Casa Civil, José Neto.

Em pauta, as reivindicações do PP de ampliação de espaços na gestão do estado e a tentativa de esfriar os ânimos após lideranças do partido terem externado publicamente, na semana passada, a insatisfação com a atual cota de cargos.

Na semana passada, o blog revelou que os progressistas miram a Secretaria de Desenvolvimento Agrário, comandada atualmente por Dilson Peixoto (PT).

No estado, o PP comanda a secretaria de Política de Prevenção à Violência e às Drogas, com Clovis Benevides. No segundo escalão, o PP indicou o comando do Lafepe (Laboratório Farmacêutico de Pernambuco) e da Administração de Fernando de Noronha.

LEIA TAMBÉM:
> PP e PDT miram comando da Secretaria de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco, chefiada pelo PT
> Líder do PP reclama publicamente de espaço do partido no governo João Campos
> PP está ‘insatisfeito’ com espaços na prefeitura do Recife

Segundo apurou o blog, a reunião serviu também para “acalmar os ânimos” do PP com o governo Paulo Câmara e afastar a possibilidade remota levantada anteriormente nos bastidores de entrega de cargos.

O PP tem 11 deputados na Assembleia Legislativa de Pernambuco e tem uma das maiores bancadas, com o mesmo número do PSB, além de ocupar a presidência da Casa com Eriberto Medeiros. Além disso, a sigla tem 17 prefeitos no estado, atrás apenas de PSB (53) e MDB (23).

Insatisfação também no Recife

O PP de Pernambuco está insatisfeito também com os espaços destinados ao partido na gestão de João Campos na Prefeitura do Recife. O partido perdeu o comando do Saneamento.

Na distribuição de secretarias para os aliados do governo João Campos, coube ao PP ficar com a Secretaria de Habitação do Recife. A indicada foi Maria Eduarda Médicis Campos. 

O partido desejava o comando da Secretaria de Saneamento do Recife desde outubro do ano passado, quando Oscar Barretto (PT) entregou o cargo em meio à disputa pela Prefeitura. Os petistas tinham Marília Arraes como candidata.

Na ocasião, o PP assumiu a pasta do Saneamento. Desde então, o PP almejava manter o espaço. Como estava em meio ao processo eleitoral, o partido preferiu esperar a reforma completa do secretariado na gestão a ser eleita para se segurar no comando da área de Saneamento. A avaliação no partido é de que houve “perda de espaço”.

Entretanto, a área de Saneamento ficou com o partido Republicanos, comandado em Pernambuco pelo deputado estadual Silvio Costa Filho, novo aliado do PSB em Pernambuco.

No Recife, o PP elegeu quatro vereadores e é a segunda maior bancada da Câmara de Vereadores, onde exerce ainda a Primeira-Secretaria, ocupada por Eriberto Rafael.

PP e PDT miram secretaria estadual de Desenvolvimento Agrário

Comandada pelo PT, a Secretaria de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco está na mira de PP e PDT no primeiro escalão da gestão estadual. A pasta tem o petista Dilson Peixoto como titular.

De acordo com informações de bastidores, PP e PDT manifestam desejo de assumir a secretaria, que tem influência entre bases no interior do estado, nos setores de agricultura, pecuária e dos trabalhadores rurais, além dos cargos comissionados.

As mudanças podem ocorrer a partir de dois cenários. O primeiro é o rompimento do PT com o PSB no âmbito estadual – o que é considerado mais remoto entre os petistas – e o outro é uma readequação do secretariado de Paulo Câmara com a ida do PT para outra secretaria, deixando a área da Agricultura.

No estado, o PP comanda a secretaria de Política de Prevenção à Violência e às Drogas, com Clovis Benevides. Sob reserva, fontes da sigla dizem que, se o partido assumir a Secretaria de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco, “compensaria” a insatisfação com a composição de João Campos no Recife.

O PP de Pernambuco está insatisfeito com os espaços destinados ao partido na gestão de João na Prefeitura do Recife. O partido perdeu o comando do Saneamento. Na distribuição de secretarias para os aliados do governo João Campos, coube ao PP ficar com a Secretaria de Habitação do Recife. A indicada foi Maria Eduarda Médicis Campos. 

O presidente do partido no estado é o deputado federal Eduardo da Fonte. No Recife, presidente municipal é o filho do deputado, Lula da Fonte.

Já o PDT tem Alberes Lopes como Secretário de Trabalho, Emprego e Qualificação de Pernambuco. O partido já comandou a Secretaria de Agricultura no primeiro mandato de Paulo Câmara, quando indicou Wellington Batista.

Além disso, já teve indicações para a presidência do Iterpe (Instituto de Terras e Reforma Agrária do Estado), no primeiro mandato do governador.

Agora, os holofotes pedetistas estão na pasta do Trabalho. Mas, entre os pedetistas, há preferência pela Secretaria de Desenvolvimento Agrário, por causa do “guarda-chuva” de cargos e das relações maiores com bases eleitorais no interior do estado.

No estado, o partido é presidido pelo deputado federal Wolney Queiroz. No Recife, o partido tem a vice-prefeita Isabella de Roldão e indicou a advogada Adriana Rocha para a Secretaria do Trabalho do governo de João Campos.


FECHAR