publicidade
14/12/20
FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM

PT de Pernambuco debate nesta segunda-feira (14) sobre aliança com Paulo Câmara e PSB no estado

14 / dez
Publicado por José Matheus Santos em Notícias às 11:49

O PT de Pernambuco se reúne nesta segunda-feira (14) para debater o resultado obtido pelo partido nas eleições municipais de novembro e sobre os rumos do partido no estado.

Em Pernambuco, o PT é aliado ao governador Paulo Câmara (PSB), apesar de divergências internas na sigla após o segundo turno da eleição para a prefeitura do Recife.

O encontro da noite desta segunda será para avaliação geral da situação do PT estadual e terá participação de dirigentes do partido em Pernambuco.

“O partido teve várias candidaturas a vereador e a vereadora e a prefeito e prefeita, os partidos tiveram que se organizar para constituir a chapa nesta eleição, e nós do PT vamos avaliar os resultados e como o partido vai se colocar para ajudar os diretórios municipais e nesse processo após a eleição. E vamos debater porque não importa somente a pessoa, o partido coletivamente é importante”, disse o presidente estadual do PT, Doriel Barros.

Parlamentares da legenda, como o senador Humberto Costa, os deputados federais Carlos Veras e Marília Arraes e os estaduais Doriel Barros, Dulcicleide Amorim e Teresa Leitão, foram convidados para participar do encontro, que será virtual em razão da pandemia do coronavírus. 

No estado, o PT elegeu 5 prefeitos, dois a menos que em 2016, e 76 vereadores, 13 a mais que as eleições de quatro anos atrás.

“Houve uma estímulo ao antipetismo e, se não fosse isso poderia ter sido muito mais (prefeitos eleitos), acusações ao PT com fake news, mas temos um grande número também de votos que veio para o partido mesmo que a gente não tenha chegado”, afirmou Doriel.

Na capital pernambucana, a legenda petista acabou derrotada com Marília Arraes pela candidatura de João Campos (PSB). O prefeito eleito tem repetido em entrevistas que, em seu governo, “não haverá indicações políticas do PT”.

Na cidade, o PT elegeu três vereadores: Liana Cirne, Jairo Britto e Osmar Ricardo. Este último é próximo ao PSB, enquanto os outros dois são de oposição.

PT tem cargos nas gestões do PSB

O PT ocupa cargos na atual gestão do prefeito Geraldo Julio no Recife. Até outubro, o partido comandou a Secretaria de Saneamento do Recife com Oscar Barreto (PT), também da ala petista que defendia aliança com o PSB nas eleições municipais.

No âmbito estadual, o PT comanda a Secretaria de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco com Dilson Peixoto e tem cargos nos segundos e terceiro escalão da gestão estadual. O partido participou da coligação de 2018 em que Paulo Câmara (PSB) foi reeleito governador e Humberto Costa foi um dos senadores eleitos, junto com Jarbas Vasconcelos (MDB).

João Campos endossou antipetismo no Recife

Na eleição do Recife, após fazer, no primeiro turno, uma campanha com tom propositivo e explorando a imagem da juventude do candidato João Campos, no segundo turno, o tom mudou no discurso do PSB. Largando atrás segundo as pesquisas de intenções de voto, o partido adotou como estratégia o antipetismo na capital, sobretudo no eleitorado conservador e da classe média.

Também houve difusão de panfletos apócrifos em frente a igrejas e templos religiosos com mensagens apontando a candidata Marília Arraes como contrária ao cristianismo e contra a Bíblia. A autoria não foi identificada pela Justiça Eleitoral, mas um juiz eleitoral determinou que a campanha de João Campos se abstivesse de divulgar os materiais e se prontificasse a evitar a sua disseminação pela cidade.


FECHAR