publicidade
11/12/20
General Eduardo Pazuello, ministro interino e depois efetivado na Saúde. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
General Eduardo Pazuello, ministro interino e depois efetivado na Saúde. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em recado a João Doria, Pazuello diz que vai requisitar qualquer vacina produzida no Brasil

11 / dez
Publicado por jamildo em Notícias às 15:17

A guerra das vacinas continua

“O ministro Pazuello me informou que será editada uma Medida Provisória que vai tratar dessa centralização e distribuição igualitária das vacinas. Toda e qualquer vacina certificada que for produzida ou importada será requisitada pelo Ministério da Saúde”, informou, nesta sexta, o governador de Goias, Ronaldo Caiado.

Os dois tiveram uma agenda conjunta nesta sexta.

Durante o evento de inauguração de uma maternidade na capital goiana, Pazuello afirmou que “a pandemia não acabou”. O anúncio foi feito um dia depois de o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmar que o Brasil vive um “finalzinho de pandemia”.

“A pandemia não acabou. Ela prossegue, vamos conviver com o coronavírus. Vamos chegar próximo a uma normalidade quando tivermos as vacinas, os antivirais que combatem efetivamente a doença”, disse Pazuello em evento em Goiânia.

O tucano deu uma resposta indireta.

“Goiás é um dos 12 Estados brasileiros que já manifestaram interesse na Coronavac. O país tem pressa por uma vacina que salve vidas”, escreveu nas redes sociais.


“Recebemos o prefeito Paulo Sérgio, do município de Hidrolândia, em Goiás, que também é presidente da Associação Goiana dos Municípios (AGM). Ele veio representar as 246 cidades do Estado de Goiás para formalizar a intenção da aquisição da Coronavac, produzida pelo Butantan.”


FECHAR