publicidade
10/12/20
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Pernambucano Gilson Machado Neto é oficializado como novo ministro do Turismo

10 / dez
Publicado por José Matheus Santos em Notícias às 8:29

O presidente Jair Bolsonaro oficializou nesta quinta-feira (10) a troca no Ministério do Turismo. O Diário Oficial da União (DOU) traz a nomeação do pernambucano Gilson Machado Neto para o cargo de ministro no lugar de Marcelo Álvaro Antonio.

A queda de Álvaro Antônio foi atribuída ao ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. Os dois vinham divergindo internamente porque o ministério passou a ser citado como moeda troca por apoio no Congresso.

Agora, Álvaro Antônio vai reassumir seu mandato de deputado federal por Minas Gerais. Ele é filiado ao PSL e é investigado pelo Ministério Público sob suspeita de desviar recursos de campanha por meio de candidaturas de mulheres nas eleições de 2018. Apesar das revelações do laranjal no ano passado, Bolsonaro manteve o então ministro no cargo.

Gilson Machado é nomeado ministro do Turismo — Foto: Reprodução / Diário Oficial da União

Quem é Gilson Machado Neto

Novo ministro, Gilson era o atual presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur). O nome escolhido para substituí-lo é o de Carlos Alberto Gomes de Brito.

Gilson Machado Neto tem 52 anos e é natural de Pernambuco. Ele é empresário do setor de Turismo.

Aliado próximo a Bolsonaro já na pré-campanha ao Palácio do Planalto, Gilson ficou conhecido por aparecer ao lado do presidente tocando sanfona nas lives que ocorrem às quintas-feiras.

Machado Neto exerce cargos no governo Bolsonaro desde janeiro de 2019, quando começou a exercer a Secretaria de Ecoturismo do Ministério do Meio Ambiente, comandado por Ricardo Salles.

Em junho de 2019, Gilson foi nomeado para presidir o então Instituto Brasileiro de Turismo, a Embratur.

‘Brasil tem potencial gigante para o turismo’, diz Gilson

Em nota, após a oficialização da nomeação como ministro do Turismo, Gilson Machado Neto agradeceu ao convite feito pelo presidente Jair Bolsonaro e se disse ciente da responsabilidade no cargo.

“Foi com muita honra que recebi do senhor Presidente da República, Jair Bolsonaro, o convite para assumir o Ministério do Turismo. Sei exatamente o tamanho da responsabilidade, mas não me faltam coragem e vontade de contribuir com o meu país”, disse.

“O Brasil tem um potencial gigante para o turismo e sabemos do desafio que vamos enfrentar, mas isso não me assusta, pois como Coordenador na transição do Grupo Temático do Turismo, Secretário Nacional de Ecoturismo e Presidente da Embratur, sempre trabalhei incansavelmente para tornar a atividade um dos principais vetores positivos da economia brasileira. E como principal entusiasta encontrei ninguém menos que o próprio Presidente Bolsonaro”, acrescentou.

Machado Neto também disse que, entre as suas prioridades no ministério, estará a criação de políticas com atenção especial às pessoas que dependem financeiramente do turismo no Brasil.

“Nesta pasta, que considero uma das mais importantes da Esplanada, cuidarei das políticas públicas relativas à atividade, com especial atenção àqueles que têm no turismo a sua labuta diária e dele tiram o sustento de suas famílias”, afirmou.

No comunicado, Gilson ainda acenou ao antecessor no cargo, Marcelo Álvaro Antonio. “Neste momento em que assumo o ministério, agradeço ao meu antecessor, Marcelo Álvaro pelo apoio que me deu durante todo o tempo em que estive na Embratur e também o parabenizo por seu trabalho em prol do turismo brasileiro”.

“Quanto a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo, muito me alegra saber que será presidida pelo Carlos Brito, quadro técnico da mais alta qualidade da instituição e que já era Diretor de Gestão Corporativa da Agência”, disse.

“Tenho profunda gratidão de estar tendo a oportunidade de ajudar meu país, um país que foi arquitetado para dar certo e fazer parte de um governo que constrói um legado e recupera a confiança e autoestima de uma nação. Encerro agradecendo a confiança do Presidente Bolsonaro e reafirmo o meu compromisso de lealdade com ele e com meu país”, finalizou.


FECHAR