publicidade
21/11/20
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Michelle Collins ‘detona’ Marília Arraes entre evangélicos para ajudar João Campos com voto conservador no Recife

21 / nov
Publicado por jamildo em Notícias às 18:41

No final da semana, a candidata do PT, Marília Arraes, foi às redes sociais e gravou um vídeo reclamando que estavam usando a fé para atacá-la nos bastidores das eleições do Recife. A petista não nominou pessoa ou grupo algum.

Pois bem.

Um áudio vazado da vereadora reeleita pelo PP Michele Collins revela uma das estratégias dos socialistas e aliados para buscar uma virada contra a candidata adversária, do PT, na capital pernambucana. Marília Arraes já foi vereadora do Recife e teve embates com a missionária na Câmara Municipal do Recife, envolvendo religião e costumes.

“Sei que o grupo não é pra isso. Mas temos em nossas mãos a oportunidade de votar e eleger um prefeito (conservador), confesso que eu disse que votaria nulo ou branco. Mas para derrubar o PT, vou votar em João Campos. Veja em quem você vai votar. Se ela (Marília Arraes) queria tirar a bíblia da Câmara de Vereadores , quando vereadora, imagina o que fará com os evangélicos quando for prefeita. Cuidado! Quem é contra Deus não é digno do seu voto”, escreveu a vereadora conservadora, que já foi campeã de votos no Recife nas eleições de 2016, mas agora perdeu espaço nestas eleições com a ascensão de grupos religiosos mais radicais, ligados ao bolsonarismo, como o pastor Júnior Tércio.

Quem é o pastor bolsonarista Júnior Tércio, terceiro mais votado no Recife

“Há uma equipe do PSB empenhada em queimar Marília Arraes com os evangélicos. A eleição de João Campos está aí. É a única saída. Os evangélicos que votaram em Mendonça Filho (DEM) e Patrícia Domingos (Podemos) estão indo de branco ou nulo. A única forma de virar o jogo contra Marília Arraes é pescando votos aí”, explica uma fonte do blog.

De acordo com fontes da política, além de aliada dos socialistas, a vereadora trabalha para manter o próprio espaço político na capital.

“Michele Collins (vereadora reeleita) está em estado de desespero. A estrutura de cargos dela é da prefeitura do Recife. Se João Campos perde, ela está perdida. Marília Arraes tem um péssimo relacionamento com ela. E com toda a estrutura, Michele Collins perdeu metade dos votos… com Marília Arraes prefeita… Michele afunda de vez”, conta um interlocutor dos conservadores na capital.

Escândalos enfraqueceram Assembleia de Deus, que perdeu eleições do Litoral ao Sertão. Derrocada ajudou o pastor Tércio


A candidata não comentou a estratégia dos adversários, neste sábado.

A candidata a Prefeita do Recife, Marília Arraes (PT), preferiu destacas as edições das revistas Carta Capital e IstoÉ desta semana. Marília é apresentada como uma das principais lideranças políticas do Nordeste e figura que representa o combate contra o autoritarismo no Brasil.

“A candidata do PT também teve a sua trajetória política reconhecida e apresentada aos leitores nas duas revistas, o que mostra que ela está preparada para ser a primeira mulher Prefeita da história do Recife”, afirmou a assessoria.


FECHAR