publicidade
20/11/20
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem
Foto: Filipe Jordão/JC Imagem

‘Marília mostrou muito mais conteúdo e preparo para governar do que João’, diz Daniel Coelho sobre debate na Rádio Jornal

20 / nov
Publicado por José Matheus Santos em Notícias às 11:55

O deputado federal Daniel Coelho (Cidadania) disse, nesta sexta-feira (20), ao participar de um debate na Rádio Jornal que a candidata a prefeita do Recife Marília Arraes (PT) mostrou “muito mais conteúdo e preparo para governar” a cidade durante o debate realizado nesta quinta-feira (19) com João Campos, candidato do PSB.

Daniel reforçou que essa sua avaliação é do ponto de vista pessoal e ressaltou a diferença ideológica com PSB e PT.

“Assisti ao debate com João Campos e Marília Arraes e, mesmo discordando um pouco do ponto de vista ideológico dos dois partidos, do ponto de vista pessoal, a gente percebeu Marília com muito mais conteúdo e preparo para governar, não sei se ela vai conseguir se desvincular do PT e dessa pauta atrasada que está junto com o partido. Mas, do ponto de vista pessoal, foi um debate onde ficou gritante a diferença, o preparo e a experiência”, disse Daniel.

No primeiro turno, o deputado apoiou a candidata a prefeita do Recife pelo Podemos, Delegada Patrícia. Na reta final, após o presidente Jair Bolsonaro declarar apoio à Patrícia, o Cidadania, partido ao qual Daniel é filiado, anunciou rompimento com a campanha da postulante, mas manteve a vice na chapa da delegada com Leo Salazar. Além disso, Daniel Coelho manteve o apoio a Patrícia mesmo após apoio de Bolsonaro, indo na contramão do comando nacional do partido.

A candidata Patrícia Domingos ficou na quarta colocação no primeiro turno da disputa pela prefeitura do Recife com 14,04% dos votos válidos (112.296 votos).

Saneamento

Daniel Coelho ainda disse que os dois candidatos no 2º turno no Recife são “contra o novo marco legal do Saneamento”. O candidato João Campos votou contra, e Marília Arraes não estava presente na votação por, segundo a sua assessoria, questões de saúde.

“O saneamento é um gargalo para o Recife e temos, no segundo turno, duas candidaturas contra o novo marco legal do saneamento. Isso me preocupa porque isso é a perspectiva de encarar o problema. Você ser a favor de um modelo que fez do recife durante 50 anos uma das cidades com uma das menores taxas de saneamento do Brasil? Não dá para ser a favor disso. Não tenho esperança, mas até acho que pode ser decisivo se algum dos dois candidatos fizer uma mea-culpa sobre a questão do saneamento nesse segundo turno”, afirmou Daniel Coelho.

O deputado federal ainda disse que observa falhas do PSB e do PT em temas centrais para o futuro do Recife.

“As pautas partidárias do PT e do PSB são muito parecidas e os dois parecem ter as mesmas falhas em temas centrais como equilíbrio fiscal e novo marco do saneamento”, acrescentou Daniel.

Comportamento da direita

Nesta semana, o ex-senador Armando Monteiro (PTB), o presidente estadual do Podemos, deputado federal Ricardo Teobaldo, e o prefeito de Jaboatão dos Guararapes e presidente estadual do PL, Anderson Ferreira, anunciaram apoio a Marília no 2º turno contra João Campos no Recife.

O objetivo do campo da oposição à direita é minar o projeto do PSB no Recife para ter mais chances de êxito na eleição para o Governo de Pernambuco em 2022, quando o prefeito Geraldo Julio é o potencial candidato do partido a governador, e uma vitória de João Campos na capital fortaleceria, em tese, esse projeto para a sucessão de Paulo Câmara no estado.


FECHAR