publicidade
29/09/20

Jurídico de Yves Ribeiro nega inelegibilidade do prefeiturável em Paulista

29 / set
Publicado por jamildo em Notícias às 15:00

A assessoria jurídica de Yves Ribeiro (MDB), candidato à Prefeitura de Paulista, emitiu nota na manhã desta terça-feira (29) alegando que ele não está inelegível porque a decisão do TCU que reconheceu que as falhas verificadas nas alterações do plano de trabalho da obra de pavimentação e drenagem da Avenida Costa Azul, localizada bairro do Janga, não foram praticadas diretamente por ele, mas sim pelo secretário de Obras Públicas, bem como pelos engenheiros da prefeitura de Paulista, na época de sua gestão.

“O Tribunal de Contas da União(TCU) apenas apontou que Yves teria falhado na supervisão de seus subordinados, não cometendo qualquer irregularidade grave que possa acarretar sua inelegibilidade”, afirmou o advogado Paulo Pinto.

Os advogados informaram que encontra-se em andamento no TCU Recurso de Revisão, no qual foi juntado laudo de engenharia, com documentação fotográfica, demonstrando a correção das alterações feitas pela equipe de engenharia da prefeitura.

De acordo com ele, o que precisa ser esclarecido é que a obra tem funcionalidade e não causou prejuízos ao erário, no que pese as alterações realizadas e devidamente comunicadas ao Ministério da Integração Nacional.

“Espera-se que o TCU corrija esse injustiça histórica com Yves Ribeiro”, justificou Pinto.

Segundo o advogado, a referida obra sanou os problemas de alagamento que traziam transtornos aos moradores daquela localidade no período chuvoso.

O advogado informou que irá apresentar a defesa de Yves Ribeiro no processo de impugnação de sua candidatura, ocasião em que demonstrará que não existe inelegibilidade.

Ex-prefeito de Itapissuma, Igarassu e Paulista por duas vezes, Yves Ribeiro diz que teve todas as suas contas aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e chegou a receber o Prêmio de Responsabilidade Fiscal, conferido pelo Conselho Nacional de Contabilidade.


FECHAR