publicidade
31/07/20
Foto: José Matheus Santos/Blog de Jamildo
Foto: José Matheus Santos/Blog de Jamildo

A batalha digital de Gadêlha contra o PSB, no Recife

31 / jul
Publicado por jamildo em Notícias às 14:00

Manoel Fernandes, Diretor BITES, especial para o blog de Jamildo

Caso seja confirmado candidato a prefeito do Recife, o deputado federal Túlio Gadêlha (PDT) tem uma tarefa bem complicada a ser executada. Em caso de êxito, não com uma vitória (algo ainda cedo de avaliar na atual conjuntura), mas com a eleição de uma bancada de vereadores do partido para a Câmara, ele deve emergir como uma nova força política no Estado.

Deixará de ser a surpresa de 2018 para se transformar em um ponto de renovação do PDT no estado, hoje sob a liderança do ex-prefeito José Queiroz e do seu filho, Wolney.

Gadêlha entrará na disputa como o maior agente político digital do Estado.

Na Câmara dos Deputados, ele é o 20º parlamentar com o maior número de seguidores no Twitter, Facebook, Instagram e Youtube. O parlamentar tem 1,4 milhão de seguidores e uma taxa média de engajamento de 13 mil interações por post, considerando o intervalo de 01 de janeiro até às 12h de hoje, 31 de julho.

É um desempenho sem similar diante de potenciais concorrentes.

João Campos (PSB) tem 232 mil seguidores (seis vezes menos) e 521 interações (25 vezes menos) em média por post.

Marília Arraes (PT) aparece em seguida com 228 mil seguidores e 609 interações por post. Daniel Coelho (Cidadania) está com 258 mil fãs e 398 interações por post.

Numa eleição sem comícios na qual a Internet será a plataforma de comunicação mais efetiva com o eleitorado, a vantagem de Gadêlha é incontestável.

Recife tem 1,3 milhão de internautas e cerca de 95% dos eleitores têm acesso à Internet. Mas essa dianteira não é suficiente e precisa de outra variável importante: as redes de aliados. Posts em redes sociais servem para amplificar a narrativa, mas não ganham eleições.

O PDT não tem vereadores na Câmara Municipal e a bancada do PSB reúne 231 mil seguidores nos perfis dos 18 vereadores, que devem disputar a reeleição.

No contexto de aliados para defender a sua plataforma de governo, João Campos pode mexer com essa vantagem de Gadêlha, que dependeria da entrada na chapa proporcional de candidatos de grande alcance digital e com uma história de relacionamento com os seus potenciais eleitores.

Além dos aliados de partido, o socialista pode contar com o apoio da vereadora Michele Collins (PP), que integra a base aliada do prefeito Geraldo Julio. Sozinha, ela concentra 34% de todos os perfis que seguem os seus outros 38 colegas.

No total, os vereadores do Recife têm 945.827 aliados nas redes sociais. Collins reúne 322 mil, seguida de Aline Mariano (PP) com 60 mil.

A combinação da base de Campos, considerando as repetições, com os atuais vereadores do PSB e Michelle Collins significaria uma rede de apoio de 786 mil seguidores.

Com a entrada de candidatos sem mandato, João Campos tem a chance de montar o seu exército virtual em condições de enfrentar Gadêlha.


FECHAR