publicidade
03/07/20
(Foto: Reprodução/SBT)
(Foto: Reprodução/SBT)

Queiroz presta novo depoimento e diz que esperava ser assessor de Flávio Bolsonaro no Senado

03 / jul
Publicado por Larissa Santana de Lira em Notícias às 17:56

O ex-assessor Flávio Bolsonaro afirmou em novo depoimento prestado nessa quinta-feira (2) ao Ministério Público Federal que “esperava” ser nomeado para trabalhar no gabinete de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no Senado no fim de 2018, antes de vir a público o relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) que apontou movimentações atípicas no valor de R$ 1,2 milhão nas suas contas. As informações são do jornal O Globo. 

LEIA TAMBÉM: 

> Paulo Câmara recebe Rodrigo Maia para discutir combate ao coronavírus

> José Serra critica ação da Lava Jato e diz que medidas foram ‘invasivas e agressivas’

> Justiça nega pedido de Mendonça Filho para suspender propagandas da Prefeitura do Recife sobre ações na pandemia

Esse é o segundo depoimento de Queiroz desde que foi preso, no último dia 18 de junho, na Operação Anjo. Ele foi detido em um imóvel pertencente a Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro. Na última segunda-feira (29), ele também foi ouvido pela Polícia Federal e deu declarações semelhantes.  

Segundo o jornal, ele foi ouvido pelo procurador Eduardo Benones, do Ministério Público Federal, na condição de testemunha, que não lhe dá o direito de permanecer em silêncio. A investigação do MPF apura suspeitas de vazamento na Operação Furna da Onça – o empresário Paulo Marinho disse que a equipe de Flávio Bolsonaro recebeu um vazamento da Polícia Federal do Rio avisando que foram detectadas movimentações financeiras atípicas de Queiroz e que ele foi demitido do seu cargo por isso.

 


FECHAR