publicidade
30/06/20
Foto: Leo Motta / Acervo JC
Foto: Leo Motta / Acervo JC

Número de demissões diminuem em Pernambuco no mês de maio

30 / jun
Publicado por Blog de Jamildo em Notícias às 14:20

Por Larissa Lira 

O número de demissões em Pernambuco no mês de maio de 2020 sofreu uma redução em comparação ao mês de abril. Foram 16.887 admissões e 23.839 desligamentos, totalizando ainda um saldo de menos 6.952 postos de trabalho formais. O resultado, porém, é menor do que abril, quando houve um saldo de 24.965 pessoas com carteira assinada que foram desligadas no auge da pandemia provocada pelo novo coranavírus.

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (29) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Em maio de 2019, Pernambuco gerou 1.701 empregos, com o melhor saldo desde 2013.

LEIA TAMBÉM: 

> ‘Decisão submissa e mesquinha’, dizem aliados de Marília Arraes sobre PT do Recife manifestar apoio ao PSB nas eleições municipais

> TCE abre auditoria para apurar liberação de R$ 6 milhões do Governo de Pernambuco para pesquisa sobre coronavírus

> Caixa paga abono salarial 2020/2021 a partir desta terça-feira (30)

O setor que mais gerou empregos neste mês foi o de administração pública, com destaque especial para saúde e serviços sociais, tendo um saldo positivo de 1.236 contratações, o segundo maior número do Nordeste. A Bahia, por exemplo, tem uma população maior e teve saldo 1.305 admissões neste período mencionado.

“O resultado positivo de contratações na gestão pública mostra a preocupação do governo estadual e de alguns municípios com a vida de seus moradores”, declarou o secretário do Trabalho, Emprego e Qualificação, Alberes Lopes.

Já o comércio ainda teve um saldo em maio de 2.404 demissões, enquanto serviços ficou com menos 2.023 postos de trabalho, sendo as maiores perdas nas áreas de alojamento e alimentação, que incluem hotéis, bares e restaurantes. Como as obras estavam paradas, a construção também teve impacto de menos 1.740 postos de trabalho.

“Nosso Estado também é muito forte nas áreas de serviço e do comércio e esses segmentos foram muito afetados com a pandemia e mostram tendência à recuperação. A retomada das atividades econômicas é a melhor forma de voltarmos a gerar empregos e manter o ritmo que tínhamos em 2019. Por isso, a importância de todos cuidarem uns dos outros, tanto para preservamos a vida como os empregos”, explicou Alberes

No acumulado do ano, de janeiro a maio de 2020, o número de desligamentos em Pernambuco foi de menos 63.558 mil empregos.

“Tanto Pernambuco como Alagoas têm um diferencial de outros estados da região nordestina porque enfrentam a entressafra da cana-de-açúcar nestes meses”, explicou Alberes. .


FECHAR