publicidade
29/06/20
Foto: Hélia Scheppa/Governo de Pernambuco
Foto: Hélia Scheppa/Governo de Pernambuco

Pernambuco sobe em ranking e aparece em 7º lugar na transparência sobre dados do combate ao coronavírus

29 / jun
Publicado por José Matheus Santos em Notícias às 11:54

Pernambuco subiu sete posições no ranking da ONG Transparência Internacional e agora é o sétimo estado com melhor prestação de contas, nas aquisições relacionadas ao enfrentamento da Covid-19 no Brasil. O conceito do Governo do Estado passou de regular para ótimo com 93,6 pontos.

O Espírito Santo obteve nota máxima na segunda avaliação da transparência das informações sobre contratações emergenciais. O estado foi o único no País a obter 100 pontos, atendendo a todos os critérios de transparência.

Os dados foram divulgados na manhã desta segunda-feira (29). O ranking completo pode ser acessado no endereço https://transparenciainternacional.org.br/ranking/.

O levantamento avaliou 34 indicadores de portais dos 26 estados do país e do Distrito Federal para demonstrar qual o nível de transparência que eles possuem nas informações sobre contratações emergenciais ligadas ao enfrentamento à pandemia do coronavírus.

Os critérios de transparência avaliados pela ONG são baseados em exemplos internacionais de boas práticas no uso dos recursos públicos. A análise abrange quatro dimensões: informações disponíveis; formato das informações; legislação; e controle social. Cada uma é separada em diversas categorias, que recebem pontuações de acordo com pesos de valorações pré-definidas.

Sobre o ranking

Para elaborar o ranking a Transparência Internacional avalia os portais oficiais e os sites criados para dar transparência aos dados da Covid-19 de 26 governos estaduais e do Distrito Federal, para verificar a apresentação de informações sobre contratações emergenciais. Também são analisadas as comunicações realizadas por meio das redes sociais.

O resultado é uma pontuação de 0 a 100, em que os mais transparentes são aqueles que mais se aproximam da nota máxima. Na metodologia da avaliação são atribuídos pontos a quesitos considerados essenciais, como a divulgação dos nomes das empresas contratadas; o valor total e unitário gasto; e a divulgação da íntegra do processo de compra, entre outros itens.

Além disso, a Transparência Internacional analisa o formato de divulgação e a disponibilização de dados abertos, que permitem o download e filtragem das informações. O controle social também foi avaliado: os Estados que divulgam e facilitam o acesso do cidadão à Ouvidoria ganharam pontuação maior.


FECHAR