publicidade
07/04/20
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

Veja o calendário de pagamentos do vale de R$ 600 durante crise do coronavírus

07 / abr
Publicado por José Matheus Santos em Notícias às 10:29

O governo lançou nesta terça-feira (7) aplicativo e site para que os trabalhadores informais solicitem o vale emergencial de R$ 600 durante a pandemia do novo coronavírus.

A Caixa também lançou o telefone 111 apenas para tirar dúvidas sobre o auxílio emergencial.

LEIA TAMBÉM:
-> Ministro do STF decide que acordo por redução de salário só terá validade após aval de sindicato
-> Tsunami digital salvou Mandetta da demissão. Por enquanto
-> Prefeitura do Recife e UFPE selam parceria para realização de testes do novo coronavírus

Foto: Divulgação/Ministério da Cidadania

Cronograma de pagamentos

Primeira parcela

– Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e têm conta no Banco do Brasil ou poupança na Caixa Econômica Federal: quinta-feira (9);
– Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e não têm conta neses bancos: terça-feira da semana que vem (14 de abril);
– Trabalhadores informais que não estão no Cadastro Único: em 5 cinco dias úteis após inscrição no programa de auxílio emergencial (veja como se inscrever abaixo);
– Beneficiários do Bolsa Família: últimos 10 dias úteis de abril, seguindo o calendário regular do programa

Segunda parcela

– Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e trabalhadores informais inscritos no programa de auxílio emergencial: entre 27 e 30 de abril;

– Beneficiários do Bolsa Família: últimos 10 dias úteis de maio, seguindo o calendário regular do programa.

Terceira parcela

– Pessoas que estão no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e trabalhadores informais inscritos no programa de auxílio emergencial: entre 26 e 29 de maio;

– Beneficiários do Bolsa Família: últimos 10 dias úteis de maio, seguindo o calendário regular do programa.

VEJA MAIS: Miguel Coelho determina corte de gastos e redireciona R$ 14,6 milhões para a saúde em Petrolina

Pagamentos

Segundo o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, o cronograma de pagamentos começa na quinta-feira, diferentemente do plano inicial de iniciar nesta terça-feira.

Segundo Onyx, os primeiros a receber serão os informais que estão no Cadastro Único (CadÚnico).

“Já encontramos algo próximo de 10 milhões de pessoas com possibilidade de já receber. Essa listagem está na fase final de avaliação. Foram milhões e milhões de cruzamentos feitos pela Dataprev, com acompanhamento da Caixa e do ministério da Cidadania”, disse o ministro.

De acordo com Lorenzoni, 600 mil pessoas já se cadastraram no aplicativo lançado pela Caixa. O governo ressaltou que a plataforma deve ser usada apenas por pessoas que não estão no Cadastro Único (CadÚnico).

O aplicativo já está disponível na Apple Store e Google Play e pode ser baixado gratuitamente nos celulares.

O prazo de quinta-feira vale para informais que têm conta na Caixa e no Banco do Brasil. Os que não têm recebem a partir do dia 14 de abril, em conta digital.

O governo também anunciou que a segunda parcela do benefício está prevista para ser depositada nos dias 26, 27, 28 e 29 de abril, de acordo com o mês de nascimento.

Quem tem direito ao auxílio

Têm direito ao auxílio emergencial trabalhadores informais, microempreendedores individuais e autônomos, aqueles que contribuem individualmente para o INSS.

O benefício foi aprovado pelo Congresso Nacional na segunda-feira passada (30) e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro na sexta-feira (3).

Para receber os R$ 600 por três meses é preciso ter mais de 18 anos, não ter emprego formal e não receber nenhum outro benefício assistencial.

A exceção é para beneficiários do Bolsa Família, que podem receber o auxílio emergencial, caso seja de maior valor.

A medida custará aos cofres públicos mais de R$ 98 bilhões, segundo estimativas da área econômica.


FECHAR