publicidade
06/04/20
Foto: Alexandre Lopes/JC Imagem
Foto: Alexandre Lopes/JC Imagem

Prefeitura de Camaragibe lança plataforma de divulgação do comércio local durante crise do coronavírus

06 / abr
Publicado por José Matheus Santos em Notícias às 12:52

Por causa da crise provocada pelo novo coronavírus, a Prefeitura de Camaragibe lançou, nesta segunda-feira (6), uma plataforma online para facilitar a comunicação entre os comércios locais e profissionais autônomos e o restante da população por meio do site comerciolocal.camaragibe.pe.gov.br.

O site funciona esta semana para cadastramento de estabelecimentos com entrega a domicílio, profissionais autônomos e motociclistas que trabalham com serviço delivery.

LEIA TAMBÉM:
-> Correntistas da Caixa recebem vale de R$ 600 a partir desta terça (7), diz ministro da Cidadania. No Banco do Brasil, a partir da quarta (8)
-> Trabalhadores com direito a vale de R$ 600 podem se inscrever via aplicativo no Cadastro Único
-> Ministro da Educação ataca a China em rede social, e Embaixada chinesa repudia: ‘racista’
-> Isolamento social contra o coronavírus tem apoio de 76% dos brasileiros, diz Datafolha

A partir da próxima semana, quando o banco de estabelecimentos/profissionais estiver completo, a população poderá ter total acesso à plataforma. A iniciativa vem também como forma de contribuir diretamente para a geração de renda e movimentação da economia local.

Poderão cadastrar-se comerciantes do setor alimentício, de materiais de limpeza, informática, água, gás, medicamentos, autônomos, entre outros.

O cidadão poderá usar a plataforma online para pesquisar o tipo de serviço que precisa e escolher dentre os profissionais e estabelecimentos cadastrados.

“Com isso, a comunicação entre comerciante/profissional autônomo e comprador será facilitada e não precisará de nenhum contato físico de ambas as partes, com exceção apenas da entrega do serviço”, diz a Prefeitura de Camaragibe, em nota.

“A ideia é fazer a economia continuar funcionando, além de ajudar os nossos comerciantes e trabalhadores informais a não passarem por esta quarentena sem desenvolver o seu trabalho e ganhar o seu sustento, respeitando as determinações governamentais de distanciamento social por conta do novo coronavírus”, afirma a diretora de Fomento ao Setor Produtivo, Luana Braga.


FECHAR