publicidade
29/03/20
Foto: Diego Nigro / JC Imagem
Foto: Diego Nigro / JC Imagem

SDS orienta motoristas a não realizarem carreata ‘Volta Pernambuco’. MPPE recomenda apreensão de veículos

29 / mar
Publicado por José Matheus Santos em Notícias às 14:07

A Secretaria de Defesa Social (SDS) recebeu recomendação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para adotar medidas para evitar a realização da ‘Carreata Volta Pernambuco’, marcada para a manhã deste domingo (29), com saída do Centro de Convenções de Pernambuco em Olinda. A ação também é válida para a carreata programa para esta segunda-feira (30).

O objetivo da recomendação foi para evitar a propagação de maiores níveis de infecção do coronavírus, na cidade do Recife.

LEIA TAMBÉM:
» Coronavírus: Bolsonaro diz que pode editar decreto para ‘toda e qualquer profissão voltar ao trabalho’
» Paulo Guedes sugere crise do coronavírus é chance de segurar salários públicos por dois anos
» Vacinação contra a gripe continua no Recife nesta segunda-feira (30)
» Bolsonaro contraria Ministério da Saúde e vai às ruas do Distrito Federal em meio à pandemia do coronavírus
» Humberto Costa diz que Brasil pode viver tragédia se flexibilizar medidas de isolamento social

Para orientar os motoristas das recomendações do MPPE, a Secretaria de Defesa Social mobilizou 18 policiais militares e 37 agentes do órgãos de trânsito, em ação integrada junto ao Detran e à CTTU.

“A partir de um esforço integrado, conseguimos evitar a realização da carreata. Nossas equipes foram empregadas para orientar os motoristas sobre as recomendação do MPPE e os riscos de propagação do coronavírus”, disse o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua.

O documento direcionado às autoridades pernambucanas recomenda também a apreensão de todos os veículos utilizados na carreata, colocando-os à disposição do serviço público para combate à covid-19, inclusive com a possibilidade de confisco em favor do estado de Pernambuco e do município do Recife.

A Secretaria de Defesa Social ainda afirma que a recomendação é válida para qualquer movimento com intuito de evitar a proliferação do coronavírus.

“Em Pernambuco temos as orientações para que as pessoas permaneçam em casa. Vamos continuar em alerta para coibir qualquer aglomeração”, disse o secretário Antônio de Pádua.

“Importante lembrar que quem agir à revelia dos Decretos Estaduais está sujeito a detenção de 1 mês a 1 ano, de acordo com penalidade prevista pelo artigo 268 do Código Penal. O artigo refere-se a quem descumprir determinação do poder público destinada a impedir propagação de doença contagiosa”, alerta a SDS, em nota.


FECHAR