publicidade
25/03/20
Foto: Carolina Antunes/Presidência da República
Foto: Carolina Antunes/Presidência da República

Entidades médicas pedem que população ignore Bolsonaro e fique em casa

25 / mar
Publicado por jamildo em Notícias às 20:11

Veja o posicionamento de duas entidades médicas, em comunicado à População Brasileira

A Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI) vem a público reafirmar seu compromisso com a sociedade e pedir que as medidas divulgadas pelas entidades médicas de todo o mundo, em particular da classe médica e científica brasileira bem como o Ministério da Saúde, permaneçam sendo seguidas, ou seja, que o isolamento social continue.

Vivemos em um momento nunca visto antes em tempos recentes, com alertas da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Organizações das Nações Unidas (ONU) que estamos diante de uma situação “extremamente grave”.

Neste momento, qualquer orientação contrária é irresponsável e pode colocar em risco a saúde e a vida de milhares de pessoas.

A ASBAI, por meio de seus canais de comunicação, permanecerá cumprindo seu papel de informar a verdade no que diz respeito ao coronavírus e a relação dele com as doenças alérgicas e imunológicas.

Portanto, fique em casa!

Dr. Flavio Sano
Presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia – ASBAI

Sociedade Brasileira de Diabetes

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE O PRONUNCIAMENTO OFICIAL DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA DO BRASIL

A Sociedade Brasileira de Diabetes vem novamente manifestar-se à comunidade dos pacientes e dos profissionais envolvidos na saúde e bem estar das pessoas com Diabetes, tendo em vista o conteúdo divulgado ontem pela Presidência da República do Brasil em pronunciamento oficial.

A opinião da SBD sobre a veiculação de ontem segue a mesma linha adotada pelo Congresso Nacional do Brasil, por Governadores de Estado, pelo Ministério da Saúde, pelos Secretários Estaduais da Saúde através do CONASS e de inúmeras sociedades científicas e profissionais que têm se manifestado nas diversas mídias.

Ela é muito clara: nossa posição sobre a forma de enfrentamento à atual epidemia que acomete a população brasileira, e especialmente as pessoas com Diabetes, tem sido baseada na ciência médica e na compaixão. E considerando essas premissas, não há qualquer fato novo que sugira mudança nas recomendações que temos feito à exaustão nas últimas semanas: todos devemos manter o isolamento social e tomar os cuidados higiênicos necessários à redução do contágio. Todos os pacientes devem manter seus tratamentos e buscar um bom controle das glicemias. E não há até o momento um tratamento medicamentoso eficaz e comprovado para a infecção pelo coronavirus.

A SBD lamenta que ocorram mensagens dúbias à população, e cujo propósito atenda mais às questões políticas do que às da saúde pública.

#FIQUEEMCASA


FECHAR