publicidade
25/03/20

Com críticas à oposição, Águas Belas diz que novas covas são ampliação do cemitério e não agouro do coronavirus

25 / mar
Publicado por jamildo em Notícias às 22:10

A gestão da cidade de Águas Belas, no interior de Pernambuco, acusou a oposição de tentar usar a epidemia do coronavírus para criar polêmica usando cemitério da cidade, que abriu novas covas ao lado do campo santo.

O vereador Washington Falcão, em vídeo gravado para as redes sociais, havia acusado o prefeito Luis Aroldo de ter mandado cavar cerca de 20 covas para as pessoas que morrerem em função do contágio. Um popular também chegou a gravar imagens das covas e dizendo que o prefeito e estaria ‘agorando’ os cidadãos.

Na fala, o vereador pede que a gestão municipal que coloque mais médicos e mais medicamentos nos hospitais, em vez de abrir espaço no solo do campo santo.

Veja outro video, de um popular.

O secretário de Obras, Alan Roberto, conhecido como buda, foi escalado para ir ao cemitério e dar a resposta também em video.

Em nota, a gestão bateu no vereador, que seria aliado ao ex-prefeito local e futuro concorrente do atual.

“Qual foi a finalidade do vídeo sobre as covas? Política. Infelizmente, existem pessoas que, mesmo em um momento delicado para a humanidade, fazem coisas de má-fé para atrair a atenção das pessoas e denegrir a imagem da gestão, que está atuando 24 horas por dia em combate ao coronavírus. Essas pessoas deveriam ajudar o município a conscientizar e orientar o povo a adotar as recomendações das autoridade sanitárias”.

O coveiro José Pereira (Pica-pau) também deu sua versão sobre as novas covas em Águas Belas

De acordo com a gestão, devido a lotação do Cemitério Municipal, a Prefeitura de Águas Belas adquiriu outro terreno para expandi-lo e continuar atendendo a população. O cemitério recebe, em média, 17 sepultamento por mês. Do início do ano até ontem (24.03), houve 62 enterros. “Hoje tem mais um”, informou.

“Esse é um procedimento corriqueiro da prefeitura. As covas são cavadas pela máquina desde 2016, quando o coveiro José Pereira (pica-pau) solicitou ajuda alegando dificuldade em cavar com a picareta devido o grande volume de pedra no terreno. A escavação com a máquina permite mais agilidade”.

“Neste momento, o governo municipal está preocupado em proteger a população. Por isso, várias medidas foram adotas e muitas ações estão sendo desenvolvidas. O município segue todas as recomendações do governo de Pernambuco, Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde para combater o coronavírus”.


FECHAR