publicidade
20/03/20
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Coronavírus: Senado aprova decreto de calamidade pública na primeira sessão virtual da história

20 / mar
Publicado por José Matheus Santos em Notícias às 12:52

Na primeira sessão virtual da história, o Senado Federal aprovou por unanimidade o decreto de calamidade pública no Brasil por causa da pandemia do novo coronavírus. A proposta foi feita pelo Governo Federal.

A medida é válida até o dia 31 de dezembro e já tinha sido aprovada na Câmara dos Deputados na noite de quarta-feira (18). 75 dos 81 senadores votaram pela aprovação.

LEIA TAMBÉM
» Coronavírus: Paulo Câmara determina fechamento do comércio a partir do domingo (22) em Pernambuco
» Coronavírus: Paulo Câmara manda fechar shoppings, bares e comércio de praia
» Novo exame de Davi Alcolumbre é positivo para coronavírus
» Prisco Bezerra, do Ceará, é o terceiro senador com o novo coronavírus
» Saiba tudo sobre o coronavírus
» Governadores pedem suspensão do pagamento da dívida para investir em combate ao coronavírus
» Brasil fecha fronteiras com oito países da América do Sul por causa do coronavírus

A votação virtual foi conduzida na sala do Centro de Informática do Senado pelo vice-presidente da Casa, Antônio Anastasia (PSD-MG), já que o presidente da Casa Alta do Legislativo, Davi Alcolumbre, está infectado pelo novo coronavírus e segue em isolamento domiciliar. Também estão contaminados os senadores Nelsinho Trad (PSD-MS) e Prisco Bezerra (PDT-CE).

Cada senador participou da sessão por meio de videoconferência em suas residências e escritórios.

VEJA TAMBÉM
» Sobe para 28 o número de casos confirmados de coronavírus em Pernambuco
» Agentes pedem suspensão de visitas em presídios de Pernambuco
» Coronavírus. Justiça determina que estado forneça equipamentos de proteção a policiais civis
» Governo propõe que empresas cortem jornadas e salários pela metade em meio ao coronavírus
» Bolsonaro anuncia que mais um ministro está com coronavírus

O estado de calamidade pública permite que o Governo gaste mais que o previsto na meta fiscal para que sejam custeadas ações de combate à pandemia, com gastos sob fiscalização do Congresso Nacional.

Como se prevenir do coronavírus

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes;
  • Ficar em casa quando estiver doente;
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência;
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).


FECHAR