publicidade
27/02/20
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem

Ivan Moraes (PSOL) diz que Ciro poderia ter ‘barrado governo miliciano’. Pedro Josephi (PDT) rebate: ‘falta de clareza’

27 / fev
Publicado por José Matheus Santos em Notícias às 11:40

O vereador Ivan Moraes (PSOL) foi à rede social na quarta-feira (26) para criticar quadros da política e sociedade brasileira que, segundo o psolista, teriam contribuído para a eleição do presidente Jair Bolsonaro.

Entre os alvos do vereador do Recife, estão o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), a TV Globo, o setor industrial (Fiepe) e o apresentador Luciano Huck

VEJA TAMBÉM:
» Em 2019, Câmara do Recife gastou R$ 125 milhões apenas com remuneração de vereadores e servidores
» Saiba como votaram os vereadores do Recife sobre o aumento dos salários

“FHCs, Ciros, Globos, Fiespes, Lucianohulques da vida já sabiam disso tudo. Nunca desconheceram Bolsonaro. Poderiam ter barrado o governo miliciano e sua origem. Preferiram inebriar-se no antipetismo e no liberalismo prometido por Guedes. Prejudicaram o Brasil”, escreveu Ivan.

Em seguida, o advogado Pedro Josephi (PDT) rebateu o vereador do PSOL e classificou a fala como “falta de clareza” por parte de Ivan. 

“Com todo respeito que tenho a Ivan, colocar Ciro Gomes na mesma laia de FHC, Globo, Fiespe e Luciano Huck é de uma falta de clareza política terrível. Ciro não surfou em antipetismo algum”, disse Pedro Josephi, que é próximo a Túlio Gadêlha, pré-candidato do PDT a prefeito do Recife.

“Ciro fez e faz as críticas necessárias ao PT, suas escolhas e governos”, completou Josephi, que já foi integrante do PSOL, mas saiu do partido em dezembro de 2018 para se filiar ao PDT no início de 2019.

LEIA TAMBÉM:
» ‘Nem um estudante inicial de Direito crê na tese de legítima defesa de Joel da Harpa’, rebate Pedro Josephi
» Por Túlio Gadêlha, Carlos Lupi diz que não é contra PSB, mas quer alternância de poder no Recife

 


FECHAR