publicidade
14/02/20

SDS pede responsabilidade ao Sinpol e lembra que greve de policiais civis é ilegal, de acordo com STF

14 / fev
Publicado por jamildo em Notícias às 15:02

O comando da Segurança Pública do Estado reagiu pela primeira vez às ameaças feitas pelo sindicalismo policial, que prometeu esta semana parar no Carnaval, se não tiver negociação com o governo do Estado. Uma passeata até a porta do Palácio do Campo das Princesas foi marcada, para a próxima terça-feira, quando haverá ainda uma assembleia para definir os rumos do movimento. A SDS pediu cautela e citou as leis de greve dos servdiores, em uma nota oficial enviada ao blog no começo da tarde.

“A Secretaria de Defesa Social realizou um planejamento para que o Carnaval de Pernambuco seja alegre, seguro e com prontidão de 56 mil postos de trabalho, entre policiais militares, civis, científicos e bombeiros. Somente na Polícia Civil, as escalas estão compostas por 6 mil postos de trabalho, entre eles os mais de 400 agentes recém-nomeados”, afirma em nota enviada ao blog.

“Além do fato de o Supremo Tribunal Federal ter decidido, em 2017, pela inconstitucionalidade das greves por parte dos policiais civis e demais servidores públicos que atuam diretamente na segurança pública, a SDS acredita na responsabilidade e no compromisso de todo o seu efetivo no sentido de garantir a proteção e o bem-estar social. Vale lembrar ainda que o Governo de Pernambuco mantém um canal de diálogo aberto com a categoria, com avanços importantes obtidos por meio da mesa de negociação”.

“Casos que infrinjam a legislação vigente e normas internas das corporações serão, como de praxe, analisados pela Corregedoria Geral da SDS”.


FECHAR