publicidade
29/01/20
Murilo Cavalcanti (Foto: Divulgação)
Murilo Cavalcanti (Foto: Divulgação)

Declaração a favor de legalização de drogas é usada pela direita contra secretário de Geraldo Julio

29 / jan
Publicado por jamildo em Notícias às 17:51

Do nada, o secretário de Segurança Urbana do Recife, Murilo Cavalcanti, virou alvo de intensa pancadaria na pré-campanha do Recife. Em política, não se chuta cachorro morto. Logo, ai tem coisa…

Uma das explicações para a onda de ataques, neste momento da pré-campanha, talvez seja a formação das alianças para a disputa da Prefeitura da Cidade do Recife. Com a possível saída do PT da Frente Popular, o MDB ganha em importância, podendo indicar o vice de João Campos (PSB). Murilo pode ser este nome, caso Raul Henry não saia candidato pelo MDB. No campo da direita, o aceno com o debate de costumes interessa a uma polarização com o PSB nos moldes bolsonaristas.

João Campos teve o seu nome lançado em um evento no Compaz Miguel Arraes, na virada do ano.

Fake news?

O mote para os ataques e críticas são uma entrevista que ele concedeu ainda em maio de 2018, à revista Algo Mais. Há dois anos, portanto. Recente mesmo, somente o debate público que Murilo Cavalcanti teve em uma rádio local, com a delegada Patrícia Domingos, possível candidata no Recife pelo Podemos.

Na fala do vídeo ressuscutado, ele defende a liberação das drogas e diz que a questão não pode ser um problema de polícia, mas um problema de saúde pública.

“Sou a favor da legalização de todas as drogas, eu não tenho nem essa posição de matuto, de droga leve, droga pesada (…) acho que é a gente rever essa coisa, de ser um problema de saúde pública, e não um problema de polícia”, argumentou o secretário.

No vídeo, Murilo comparou a legalização das drogas com a liberação do aborto. “Isso é igual a mulher, né? dessa condenação que querem fazer em relação ao aborto. Isso é uma decisão da mulher, cabe a ela decidir em relação a isso, que o corpo pertence a ela”, disse.

O secretário diz que, por causa do preconceito, em um primeiro momento, apenas a maconha e da cocaína sejam legalizadas. ”Como a sociedade é muito conservadora e muito preconceituosa, talvez você fosse aí já com a legalização, descriminalização da maconha e da cocaína, e depois, em outro momento, as drogas mais pesadas. Eu pessoalmente não vejo problema nenhum”.

Reações quase dois anos depois?

O coordenador do Movimento Pelas Crianças e Recife Conservador, Rogério Magalhães, foi um dos que cobrou explicações sobre posicionamento do Secretário de Segurança Urbana, Murilo Cavalcanti.

“Nós, conservadores, estamos perplexos com a fala do Secretário, tal comportamento é um ato de irresponsabilidade contra a nossa sociedade já bastante abalada por causa das drogas. Pensamentos e falas como estas, em nada solucionam o problema da violência no Recife. Acusar a sociedade de preconceituosa é uma afronta a todos nós que lutamos pela defesa das famílias e das nossas crianças!”, afirmou Rogério Magalhães, Coordenador do Movimento Pelas Crianças e Recife Conservador.

Vereadores do Recife

Os vereadores do Recife, Renato Antunes (PSC) e Fred Ferreira (PSC), criticaram as declarações do secretário Murilo Cavalcanti.

Para o vereador Renato Antunes (PSC), houve um lobby para uma prática que na sua visão é ilegal e criminosa.

“O secretário perdeu uma excelente oportunidade de ficar calado. Ele deveria tentar solucionar os problemas da cidade e não fazer lobby para que essas atividades criminosas fossem liberadas em nossa sociedade”, disse Renato em uma rede social.

Renato Antunes cutucou o prefeito do Recife, ao questionar se este pensamento também é defendido pelo chefe do executivo.

”Será que o prefeito da cidade também defende a legalização das drogas e do aborto? Fica aí essa dúvida, mas creio que a maioria dos recifenses já sabem da resposta”, disse Renato.

Também em suas redes sociais, Fred Ferreira repudiou as declarações de Murilo Cavalcante.

“Horrorizado aqui com a declaração do Secretário de Segurança Urbana do Recife a favor das liberação de todas as Drogas e do Aborto. Isso é um absurdo minha gente”, escreveu ele.

Cleiton Collins também repudia

O deputado estadual Pastor Cleiton Collins (PP), que compõe a bancada evangélica na Alepe, criticou Murilo Cavalcanti.

“É com muita tristeza que venho me contrapor, protestar contra o secretário do Recife de Segurança Pública, Murilo Cavalcante, que se posiciona a favor da liberação do uso de drogas em nosso país”, disse Cleiton Collins.

Cleiton Collins rebateu a fala do secretário: “Murilo, você não conhece o sofrimento de uma mãe”.

O parlamentar lembrou que tem lutado contra a legalização das drogas.

“Por isso que a gente nunca parou de marcha contra elas, contra a liberação do uso de drogas, pedindo ao supremo, não as drogas (…) Quantas pessoas vão ter que morrer para vocês entenderem isso e parar com essa hipocrisia. Por favor, se posicione contra as drogas. Liberar as drogas em nosso pais, isso é acabar com nossas famílias”, argumentou o deputado.


FECHAR