publicidade
28/01/20

Oposição defende armar guardas municipais no Recife. Seria uma boa?

28 / jan
Publicado por jamildo em Notícias às 14:07

Na semana passada, em entrevista ao Resenha Política, da TV JC, o prefeito de Petrolina disse que um dos fatores que ajudam na segurança em Petrolina foi a decisão de ter armado a guarda civil do município. Nesta semana, aproveitando o mote, o deputado estadual e líder da Oposição na Alepe Marco Aurélio fez críticas ao prefeito do Recife, Geraldo Julio, por se recusar a armar a Guarda Civil do município.

O líder da oposição na Alepe, pré-candidato a prefeito do Recife, alfinetou a gestão do PSB usando o quesito segurança pública.

O parlamentar usou como referência a inauguração de um centro para qualificar os Guardas Civis de Petrolina e disse que “deve servir como exemplo para o Recife”.

“A Guarda Municipal equipada, treinada e trabalhando de forma integrada a outros órgãos de segurança para a diminuição dos indicadores de violência é um dos pilares para uma cidade tranquila e uma população mais feliz”, disse o parlamentar.

Em suas redes sociais, Marco Aurélio fez uma postagem comparando duas manchetes, uma delas o prefeito do Recife “descarta armar a Guarda Municipal”, enquanto a outra destaca que o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), “aposta na Guarda Civil armada e treinada”.

Veja a nota completa divulgada por Marco Aurélio:

“E a Guarda Municipal do Recife?

É fato que no Recife há uma Indústria da Multa, tema que tenho debatido desde 2012, mas existe um fator atenuante neste processo que também merece nossa atenção: Qual a função da Guarda Municipal do Recife?

O efetivo total da Guarda Municipal atualmente é de 1.926 agentes públicos distribuídos nas mais diversas funções, dentre estas, a de agente de trânsito.

A inauguração de um centro para qualificar os Guardas Civis de Petrolina, pelo prefeito Miguel Coelho, deve servir como exemplo para o Recife.

Utilizar estas mulheres e homens devidamente equipados e treinados nas ruas do Recife, paradas de ônibus, equipamentos turísticos e pontes, seria contribuir de forma contundente para a segurança pública de nosso município.

É preciso debater nossas prioridades para que possamos resgatar a autoestima dos recifenses. A Guarda Municipal equipada, treinada e trabalhando de forma integrada a outros órgãos de segurança para a diminuição dos indicadores de violência é um dos pilares para uma cidade tranquila e uma população mais feliz.”


FECHAR