publicidade
24/01/20
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem

Marília Arraes critica Geraldo Julio e PSB por responsabilizar Bolsonaro por problemas no Recife

24 / jan
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 10:38

Articulando a pré-candidatura à Prefeitura do Recife, a deputada federal Marília Arraes (PT) se aproximou do discurso da oposição à gestão atual, de Geraldo Julio (PSB).

Em em entrevista à Rádio Jornal, nesta sexta-feira (24), criticou os socialistas por responsabilizarem o governo federal por problemas na capital pernambucana e, da mesma forma que nomes como Fernando Bezerra Coelho (MDB) e Mendonça Filho (DEM), comparou o Estado com a Bahia, elogiando a gestão de Rui Costa (PT).

“Tem que tomar as rédeas e correr atrás, não adianta culpar A, B ou C. Quem está na fila esperando para ser atendido, uma cirurgia ou resolver um problema de saneamento não quer saber de quem é a culpa, quer a questão resolvida”, afirmou Marília Arraes. 

“Não dá para ficar jogando só para o governo federal. Em 2016, Geraldo Julio fez campanha botando a culpa de tudo no PT [na gestão de Dilma Rousseff]“.

LEIA TAMBÉM
» Especialista diz que, sem Marília Arraes candidata, dificilmente PT faz os cinco vereadores que planeja ter
» Com ou sem Marília Arraes, PT definiu eleger cinco vereadores no Recife, em 2020
» Marília Arraes vai se encontrar com Lula para discutir cenário no Recife
» Decisão de Marília Arraes de sair candidata ou não pode afetar chapa da Direita no Recife
» Por candidatura, Marília Arraes fala em contexto diferente de 2018 e cita Lula

Marília Arraes também criticou a gestão do PSB na cidade. Segundo a deputada, um dos temas de destaque é a saúde.

“O que está me preocupando é a forma como a cidade tem sido gerida, que morra gente em deslizamento e a prefeitura bote culpa na Compesa e a Compesa na prefeitura. A gente não vê o prefeito e o governador [Paulo Câmara, também do PSB] no local. A gente vê pintando muro colorido e obra de verdade não acontece”.

Apesar de o PT ter voltado à gestão do Recife após as eleições de 2018, com a Secretaria de Saneamento, Marília Arraes manteve as críticas aos socialistas. A deputada foi do PSB e entrou no Partido dos Trabalhadores para o pleito de 2016, quando foi eleita vereadora.

Em 2018, a sua candidatura a governadora foi retirada para o retorno dos petistas à Frente Popular.

Encontro com Lula

Marília Arraes tem uma reunião marcada com o ex-presidente Lula (PT) para a próxima terça-feira (28), em São Paulo. O assunto é a definição do partido sobre a eleição municipal.

Além da deputada, de Pernambuco, vão participar o senador Humberto Costa e os presidentes municipal, Cirilo Mota, e estadual do partido, o deputado Doriel Barros. A posição do grupo é pela manutenção da aliança do PT com o PSB, o que minaria mais uma vez a candidatura de Marília Arraes.

“Eu estou muito tranquila em relação a essa reunião, acho que a gente vai sair com uma condução de mais unidade, mais harmonia”, minimizou a deputada.

“O esforço é para transformar essa novela mexicana em uma minissérie com poucos capítulos”.

Para Marília Arraes, o Recife é uma das cidades onde o PT estaria priorizando a candidatura. “Time que não joga não tem torcida. É preciso defender o projeto de sociedade em que nós acreditamos”, alegou.


FECHAR