publicidade
23/01/20
Foto: Marcos Corrêa/PR
Foto: Marcos Corrêa/PR

Governo estuda recriação de Ministério da Segurança, diz Bolsonaro

23 / jan
Publicado por José Matheus Santos em Notícias às 10:32

O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar sobre a possibilidade de recriação do Ministério da Segurança Pública. A declaração foi dada em entrevista coletiva na saída do Palácio da Alvorada, nesta quinta-feira (23).

Ao falar aos jornalistas, Bolsonaro indicou que Sergio Moro permaneceria na pasta da Justiça em caso de desmembramento. “Se for criado, aí ele (Moro) fica na Justiça. É o que era inicialmente. Tanto é que, quando ele foi convidado, não existia ainda essa modulação de fundir com o Ministério da Segurança”, afirmou o presidente, de acordo a “Folha de S.Paulo”.

Nesta quarta (22), Bolsonaro teve uma reunião com secretários de segurança dos estados e, na ocasião, disse que poderia realizar uma reforma ministerial, abrindo espaço para uma nova pasta com foco na segurança pública.

“É comum receber demanda de toda a sociedade. E ontem [quarta-feira] eles pediram para mim a possibilidade de recriar o Ministério da Segurança. Isso é estudado. Estudado com o Moro. Lógico que o Moro deve ser contra, mas estudado com os demais ministros”.

O secretário de Defesa Social de Pernambuco, Antônio de Pádua, esteve presente no encontro em Brasília e assinou a carta direcionada a Bolsonaro com o pedido de recriação da pasta da Segurança.

O ministro da Justiça, Sergio Moro, não participou do encontro. Alegou que estava em reunião sobre crimes cibernéticos com membros do governo dos Estados Unidos.

Ministério foi criado por Temer

O Ministério da Segurança Pública foi criado em fevereiro de 2018 pelo então presidente Michel Temer, a partir de um desmembramento do Ministério da Justiça.

À época, Temer nomeou o ex-deputado Raul Jungmann para comandar a pasta que ficou responsável por Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Força Nacional de Segurança, entre outros órgãos.


FECHAR