publicidade
17/01/20

‘Frente de Luta’ dos transportes não desiste de protesto contra Paulo Câmara, na segunda

17 / jan
Publicado por jamildo em Notícias às 17:48

Não adiantou anunciar que iria determinar tarifa zero neste ano, contrariando o pedido dos empresários de ônibus, que apresentaram um pleito de 14% de reajuste. A frente de luta pelo transporte público, formada por partidos de oposição, anunciou que vai manter o protesto contra o governador Paulo Câmara, na semana que vem. Eles comemoraram como vitória o recuo.

“O recuo do Governador Paulo Câmara e a decisão de não aumentar as passagens dos ônibus é uma vitória da nossa pressão social e dos anos de denúncias das irregularidades que estão presentes no Sistema de Transporte. Todavia, continuaremos na luta cobrando melhorias e resultados”, afirmou em nota oficial o movimento.

“Questões centrais permanecem sem respostas, como os contratos não assinados da licitação, o abandono do BRT, o prazo de validade dos créditos do VEM, a demissão dos cobradores, a não implementação do SIMOP e a não realização de relatórios de qualidade das empresas que operam o sistema”.

“O Governador também prometeu no início do seu mandato a tarifa única, integração temporal e a consolidação do BRT. No entanto, nada disso avançou. Pelo contrário, a URBANA opera livremente a caixa-preta do transporte, sem apresentar os lucros e nem o que arrecada com a bilhetagem eletrônica. As empresas de ônibus, por sua vez, continuam desrespeitando a população diariamente com atrasos de viagens, queima de paradas, veículos velhos e sucateados. Falta ao Estado uma política de prioridade para o transporte coletivo, mas sobram promessas”.

“Manteremos o ato em defesa da tarifa única e contra o fim do BRT, na próxima segunda-feira (20/01), às 9h30, na Avenida Guararapes, em frente aos Correios”.

Na base do PSB, o vereador João da Costa convoca ato pela unificação das tarifas de ônibus do Anel A.


FECHAR