publicidade
16/01/20
Foto: Valter Campanato/Agência Brasi
Foto: Valter Campanato/Agência Brasi

Damares e Moro são os ministros com maior capacidade de engajamento digital

16 / jan
Publicado por jamildo em Notícias às 18:00

A política analógica agora é passado

Por Manoel Fernandes, Diretor BITES, em artigo enviado ao blog

Não há mais espaço para políticos analógicos no Brasil.

Em 2019, o ecossistema digital dos Poderes Executivo e Legislativo (o presidente Jair Bolsonaro, os ministros, os deputados federais e os senadores) produziu a média de 3.008 posts por dia em seus perfis oficiais no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

A reação da opinião pública digital também foi expressiva.

Em média, esses posts receberam 6,2 milhões de interações por dia (comentários, curtir, compartilhamentos e retuítes). Esse comportamento mostra que o eleitorado brasileiro (75% dele conectado à Internet) continua acompanhando e amplificando o trabalho dos parlamentares. tanto para elogiar quanto para criticar.

No estudo “O Ecossistema Digital da Política do Brasil em 2019”, BITES traz essas análises e outras de interesse do universo corporativo. Mais informações em bites@bites.com.br

A política nacional nunca esteve tão conectada como agora e a cada dia mais dependente da Internet.

A base de fãs e seguidores dos perfis dos deputados e senadores em 2019 cresceu 41% em 2019. Saiu de 104,3 milhões em janeiro para 146,6 milhões em 31 de dezembro.

Parlamentares e integrantes do Poder Executivo produziram no ano passado 1.082.968 posts em suas contas oficiais nas redes sociais e alcançaram 2.254.810.756 interações.

A polarização da eleição de 2018 se manteve em 2019.

Os dois grupos (bolsonaristas e oposição) reforçaram as posições de seus aliados nas redes sociais com alguma vantagem dos partidários do presidente que continuaram bem ativos.

Apenas com um perfil no Twitter, o ministro Sérgio Moro se revelou um dos integrantes do governo mais populares na Internet e em condições de atrair a atenção da opinião pública digital para seus posts.

Em 2019, considerando o volume de interações, ele perdeu apenas para a ministra Damares Alves, outro fenômeno das redes sociais da administração Bolsonaro.

Na Câmara dos Deputados, a deputada Joice Hasselmann sofreu com críticas dos bolsonaristas, perdeu fãs, mas terminou o ano com um crescimento de 101% na base de seguidores.

ALGUMAS DAS NOSSAS DESCOBERTAS

Na Câmara dos Deputados, os parlamentares publicaram 909.033 posts e conseguiram 1.231.240.031 interações.

Os recordistas em publicações foram:
•Carla Zambeli (PSL) 16.561
•Paulo Pimenta (PT) 14.293
•Hélio Lopes (PSL)12.273
•Marcio Jerry (PC do B)11.721
•José Guimarães (PT)11.590

Os recordistas em interações (em milhões) foram:

•Joice Hasselmann (PSL) 151,1
•Eduardo Bolsonaro (PSL) 132,6
•Carla Zambelli (PSL) 105,5
•Kim Kataguiri (DEM)62
•Sargento Fahur (PSD)52,6

Por legenda, o PSL liderou em interações (em milhões)
•PSL 552,2
•PT 127,8
•PSOL115,5
•DEM81
•PSD62

Na Câmara, os deputados com maior número de seguidores (em milhões) em 31 de dezembro eram:

Eduardo Bolsonaro7,5
Pastor Marco Feliciano 6,8
Tiririca5,8
Sargento Fahur5,3
Joice Hasselmann4,8

Mesmo sob ataque de bolsonaristas, a base de Joice Hasselmann cresceu 101% em 2019. Ela ganhou 2,4 milhões de novos aliados nas suas redes sociais.

Eduardo Bolsonaro fez crescer a sua base em 34% com 1,9 milhão de seguidores novos.

O ex-candidato e atual deputado Aécio Neves perdeu 3% dos seus fãs em 2019, mas a maior debandada (83%) aconteceu com Alexandre Frota que iniciou o mandato com 1,3 milhão de fãs e em 31 de dezembro estava com 224 mil.

No Senado, os parlamentares produziram 146.622 e registraram 176.677.654 interações

Os recordistas em posts foram:

•Alvaro Dias (Podemos)12.529
•Humberto Costa (PT) 9.294
•Jorge Kajuru6.885
•Major Olimpio (PSL) 6.552
•Randolfe Rodrigues (Rede)5.054

Os recordistas em interações (em milhões) foram:
•Major Olimpio 31,4
•Alvaro Dias30,4
•Flávio Bolsonaro26,3
•Humberto Costa20,4
•Jorge Kajuru 18,4

Ainda no Senado, a base de José Serra foi quem mais encolheu. Ele perdeu 2% dos seus seguidores após quase 30 mil perfis deixarem de seguir suas contas nas redes sociais.

BOLSONARO E MINISTROS

No Poder Executivo, o presidente e seus ministros atuaram regularmente nas redes sociais em defesa das ações da administração federal.

O presidente Bolsonaro fez 5.708 posts em 2019 e alcançou 731.434.487 interações em seus perfis oficiais.

Em 2019, 9,9 milhões de novos fãs e seguidores passaram a seguir o presidente.

O crescimento foi de 43%. Ele chegou no último dia do ano com 32,8 milhões de aliados digitais.

Os ministros de Bolsonaro produziram 21.605 posts em seus perfis oficiais em 2015 com 109.458.584 interações.

Os recordistas foram:
•Damares Alves 3.369
•Marcos Pontes3.327
•Abraham Weitraub2.975
•Tarcísio Freitas 2.359
•Osmar Terra 1.674

Considerando a capacidade de chamar atenção para os seus conteúdos, Sérgio Moro da Justiça foi o mais efetivo.

Apenas com um perfil no Twitter e 730 posts em 2019, o ministro da Justiça conseguiu 26 milhões de interações na sua conta.

Perdeu apenas para Damares com 32,7 milhões, mas ficou na frente de Weitraub (10,6 milhões), Freitas (9,8 milhões) e Marcos Pontes (6,3 milhões).

Entre os dez posts de ministros e Bolsonaro com maior volume de interações, oito foram de Moro e dois de Damares, sendo que o ministro da Justiça é dono dos sete de maior propagação.


FECHAR