publicidade
15/01/20
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Grupo vai protestar contra aumento de passagens no Grande Recife

15 / jan
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 10:38

Com a expectativa de aumento das passagens de ônibus na Região Metropolitana do Recife, a Frente de Luta pelo Transporte Pública decidiu fazer um protesto contra o reajuste na próxima segunda-feira (20), às 9h30, na Avenida Guararapes, no Centro da capital pernambucana.

Os empresários do setor pediram que a tarifa no anel A, o mais usado, ficasse em R$ 3,90, um aumento de mais de 14%, percentual que foi rechaçado pelo Governo de Pernambuco

Apesar de a gestão estadual ter rejeitado o reajuste proposto pelas empresas, o aumento é previsto.

LEIA TAMBÉM
» Artigo: Por que o aumento das passagens é ilegal, imoral e injusto? Por Pedro Josephi
» Veja a posição do Recife entre as capitais brasileiras no ranking de preço de passagens de ônibus
» Governo Paulo Câmara diz que não aceita aumento de 14,13% nas passagens
» Empresas de ônibus pedem ‘realinhamento tarifário’ de 14,13% nas passagens
» Paulo Câmara sanciona lei por mais ônibus com ar-condicionado, já prevendo aumento de passagens

A lei que prevê o aumento da frota com ar-condicionado na Região Metropolitana, sancionada pelo governador Paulo Câmara (PSB), aponta a realização de uma consulta pública que questionou se os passageiros estavam dispostos a pagar mais para que mais ônibus tivessem o equipamento.

A Frente de Luta reclama da situação do transporte público na capital e nas cidades vizinhas.

“Nos últimos anos, os aumentos das tarifas foram acima da inflação, do IPCA e do reajuste do salário mínimo, sem nenhuma melhoria concreta para a população”, diz no comunicado sobre o protesto.

“Pelo contrário, o BRT está sucateado, os terminais integrados abandonados, não houve implementação da tarifa única, da integração temporal e muito menos do Simop. Sem contar a quantidade de veículos avariados, a insegurança e as demissões de cobradores com o exercício da dupla função pelos motoristas”.


FECHAR