publicidade
13/01/20
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Paulo Câmara nomeia ex-prefeito como assessor em Fernando de Noronha

13 / jan
Publicado por jamildo em Notícias às 11:16

O governador Paulo Câmara (PSB) nomeou o ex-prefeito de Bom Jardim, Fabiano Rufino (PSB), para ser assessor do Distrito Estadual de Fernando de Noronha. A indicação foi publicada no Diário Oficial, nesta sexta-feira (10).

O ex-prefeito Fabinho Rufino é filho do ex-deputado estadual Sebastião Rufino (PSB). O ex-prefeito se filiou ao PSB em setembro de 2015.

A nomeação é mais uma em uma longa lista de indicações de ex-prefeitos para cargos em comissão no governo Paulo Câmara.

Ainda em 2017, o deputado estadual Álvaro Porto (PTB) denunciou o suposto uso eleitoral de cargos em comissão para ex-prefeitos, na tribuna da Assembleia.

O oposicionista criticou o espaço dado para os aliados pelo governador.

LEIA TAMBÉM
» Secretário critica Bolsonaro por falar para ‘pensar bem antes de ir a Fernando de Noronha’
» Felipe Carreras critica Bolsonaro por declarações sobre Noronha
» Paulo Câmara sanciona lei que proíbe carros a combustão em Fernando de Noronha
» Em parceria com governo Bolsonaro, Pernambuco escolhe empresa para garantir voos noturnos em Noronha
» Justiça suspende transferência de especialista em golfinhos de Noronha para o Sertão
» Governo Bolsonaro transfere especialista em golfinhos de Noronha para o Sertão
» O barato de Bolsonaro poderá custar caro a Noronha, diz editorial da Folha

“Queremos e merecemos saber quando o governo vai deixar de culpar a crise pela sua ineficiência ao mesmo tempo em que superlota a máquina para formar palanque para 2018”, afirmou o parlamentar.

O deputado ainda afirmou que a base aliada de Paulo Câmara na Assembleia tenta “naturalizar que há muito é condenável”.

“Aliar-se ao governo tornou-se um bom negócio. Mesmo para quem está com pendências no Tribunal de Contas o cargo foi garantido. Isso mostra bem o critério usado nas nomeações”, ironizou o deputado.

O parlamentar denunciou que os aliados nomeados para o Governo do Estado custavam, segundo o deputado estadual, R$ 2 milhões mensais aos cofres públicos.

“Para recorrer à estrutura da máquina estadual para abrigar ex-prefeitos e outros inúmeros aliados o governo esbanja eficiência”, atacou Álvaro Porto, também ex-prefeito de Canhotinho.

Com a palavra, a gestão da ilha, caso ache necessário.


FECHAR