publicidade
22/11/19
Foto: Arthur Marrocos/Divulgação
Foto: Arthur Marrocos/Divulgação

Lula defendeu abertamente nome de Marília Arraes para disputa no Recife, em reunião do diretório do PT

22 / nov
Publicado por jamildo em Notícias às 10:37

Nessa quinta-feira (21), durante a reunião do Diretório Nacional, o ex-presidente Lula fez uma fala enfática defendendo o lançamento de candidaturas do PT em todas as cidades onde o partido avaliar que há boas condições ou bons nomes.

Assim, de acordo com correligionários, o ex-presidente mandou um recado direto para os “que defendem as alianças a todo custo”.

Segundo aliados de Marília Arraes, Lula afirmou que “onde houver possibilidade de aliança, que elas sejam feitas, mas em um segundo turno. Porque a prioridade são as candidaturas do PT”.

LEIA TAMBÉM
» Turma de Marília Arraes não abre mão de disputa no Recife. ‘Lula deu aval para buscar protagonismo em Pernambuco’
» ‘Não falamos de eleição’, diz João Campos sobre encontro com Lula
» No Recife, Lula usou jantar reservado para sinalizar que Marília Arraes está no jogo
» O que a visita de Lula ao Recife diz sobre o PT nas eleições 2020
» No Recife, Lula ameniza discurso e diz que não vende ódio, mas amor

De acordo com aliados, Lula fez uma apresentação com mapas e nomes. A imagem é reproduzida logo abaixo no post.

Entre as cidades Lula cita textualmente o Recife e o nome de Marília Arraes, segundo aliados da petista. A foto da deputada federal do PT aparece na tela da apresentação de Lula.

O senador Humberto Costa estava na mesa principal. Em entrevista ao Jornal do Commercio, o líder do PT negou que a apresentação tenha sido feita por Lula e atribuiu ao cientista social Alberto Carlos de Almeida.

Costa é um dos defensores da manutenção da aliança com o PSB.

Eleições

A reunião do Diretório Nacional teve o foco exatamente na discussão eleitoral. Era o fórum adequado para que as lideranças passassem o “recado” e dessem o tom do que é o pensamento da direção, até aqui.

De acordo com alguns militantes, na hora em que Lula falou textualmente o nome de Marília Arraes, citando o Recife, como um desses casos onde a candidatura é avaliada como prioridade pela direção, houve uma movimentação grande entre os delegados com direito a “agora vai”, “segura essa, HC”…

“Na prática, no espaço institucional de discussões sobre 2020, Lula e a direção nacional deram o sinal: no Recife, vai ter candidata e será Marília Arraes. O título do slide inclusive era força total. E Lula ainda repetiu. É força total!”, diz um militante pró-Marília.

Quando esteve no Recife, no último domingo (17), Lula se encontrou com lideranças do PSB no horário do almoço, entre elas o deputado federal João Campos, primo de Marília e também pré-candidato à Prefeitura do Recife. 

No jantar, foi a casa de Marília Arraes.

Aliados históricos, PT e PSB romperam no Recife em 2012 e nacionalmente no ano seguinte, com a candidatura de Eduardo Campos, pai de João e primo de Marília, à presidência. O apoio foi retomado em 2018 em Pernambuco, quando Humberto Costa foi reeleito senador na chapa do governador Paulo Câmara, após uma decisão do Diretório Nacional para retirar a candidatura de Marília Arraes.

Lula ‘não vai entrar nesse varejo’

O vice-presidente estadual do PT, Oscar Barreto, negou que Lula tenha citado o nome de Marília Arraes na sua apresentação. “Você não tem nenhuma fala dele falando cidade por cidade, ele não vai entrar nesse varejo”, afirmou. “Ele é um cidadão pernambucano, mas é fundamentalmente do Brasil, é a esperança do PT se recuperar onde ele perdeu, no Centro-Sul. O mundo não é o Recife”.

Segundo Barreto, foi apresentado a Lula um panorama da atuação do PT no País. “Foi apresentado um quadro geral para o próprio Lula. A gente não pode esquecer que Lula estava preso”.


FECHAR