publicidade
21/11/19

Com adesão a reforma da Previdência, Estado também é obrigado a elevar contribuição em favor dos servidores

21 / nov
Publicado por jamildo em Notícias às 17:16

O governo do Estado divulgou, nesta tarde, uma nota bem técnica, para explicar o projeto de lei que enviou, na quarta-feira, para a Alepe, com o objetivo de aderir à reforma da Previdência aprovada pelo governo Bolsonaro. O documento foi divulgado pela Secretaria de Administração, depois que o blog informou pela manhã a movimentação.

O principal ponto da proposta é o aumento da contribuição do servidor estadual, que vai para 14% da remuneração. No INSS, os trabalhadores da iniciativa privada recolhem 11% da remuneração.

Atualmente, os servidores estaduais já recolhem 13,5% de contribuição.

Mas o Estado também será onerado, com o pacote previdenciário.

Quanto à contribuição patronal, devida pelo Poder Público, o projeto em questão eleva de 27% para 28%, mantendo-se a coerência do Governo de continuar adotando a proporção máxima admitida, qual seja o dobro do percentual aplicado ao servidor.”, explica trecho da nota.

LEIA TAMBÉM
» Passa projeto de Paulo Câmara para receber R$ 400 milhões até dezembro
» Motoristas devem 800 milhões de IPVA. Paulo Câmara espera arrecadar R$ 42 milhões com perdão parcial dos juros e multas
» Paulo Câmara quer aderir ao plano de Paulo Guedes para equilíbrio fiscal de estados e municípios
» Após acordo, Senado conclui votação da Reforma da Previdência
» Aprovada em dois turnos, PEC Paralela da Previdência segue para a Câmara
» Depois da Previdência, Senado quer se concentrar no Pacto Federativo

» Para comissão no Senado, reforma da Previdência foi muito dura com trabalhadores
» Veja como votou cada senador no segundo turno da Previdência
» Senado aprova texto-base da reforma da Previdência, em votação final

Previdência paga a mais ricos 20 vezes mais do que aos mais pobres, diz IBGE
» Maia: governo deve compensar perdas na Previdência no pacto federativo
» É falso que Davi Alcolumbre tenha ameaçado paralisar reforma da Previdência se houver protesto pela CPI da Lava Toga no dia 25
» Déficit previdenciário dos estados só melhora em 2060, diz secretário
» FBC diz que mudanças na reforma da Previdência ‘conferem ainda mais justiça’
» Governadores do Nordeste cobram de Bolsonaro pautas além da Previdência


FECHAR