publicidade
14/11/19
Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação
Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação

Lula diz que PT não tem que fazer autocrítica e prevê polarização em 2022

14 / nov
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 20:00

O ex-presidente Lula defendeu nesta quinta-feira (14), em discurso durante ato da Executiva Nacional na Bahia, o protagonismo do PT no cenário político. Para o líder petista, o partido não tem que fazer autocrítica e deve lançar candidaturas em 2020 e 2022.

“O PT não nasceu para ser partido de apoio”, disse Lula, que defendeu candidaturas próprias em “toda cidade que tenha uma rádio e uma televisão”.

“Vocês já viram alguém pedir a Fernando Henrique Cardoso para fazer autocrítica? Pedir ao PTB, a Bolsonaro? É só o PT”, afirmou à militância. “Se alguém quiser que o PT faça autocrítica, faça autocrítica você”.

Petistas são questionados sobre o assunto após o escândalo do mensalão, ainda no governo Lula, e as investigações da Operação Lava Jato, que levaram a condenações do ex-presidente e de lideranças do partido.

Lula também afirmou que “na dúvida, a gente defende o companheiro”.

“Os erros que nos cometemos as leis que puniram são nossas”, falou ainda.

O ex-presidente evitou falar sobre uma candidatura sua ao cargo em 2022. “Eu posso subir a rampa levando o [Fernando] Haddad, levando os outros companheiros”, disse. Além disso, afirmou que o partido poderia polarizar com Jair Bolsonaro. “Quem polariza é quem disputa um título”.

Lula ainda ironizou o apresentador Luciano Huck e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), possíveis candidatos à presidência em 2022. “Seria a pausa e a menopausa”.

Essa foi a primeira participação de Lula em um evento do partido desde que foi solto, na última sexta-feira (9). No próximo domingo (17), o ex-presidente participará de um ato no Recife.


FECHAR