publicidade
13/11/19
Foto: Marcos Pastich/ Acervo JC Imagem
Foto: Marcos Pastich/ Acervo JC Imagem

Entenda como será a votação do impeachment de Meira em Camaragibe

13 / nov
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 19:19

O presidente da Câmara Municipal de Camaragibe, Antônio Oliveira (PP), explicou nesta quarta-feira (13), em entrevista ao Resenha Política, como será a votação do processo de cassação do prefeito Demóstenes Meira (PTB). A sessão está marcada para a próxima segunda-feira (18) e, segundo o parlamentar, o prazo se encerra no dia 21.

Para que a cassação de Meira seja aceita, são necessários dois terços da Casa. Ao todo, há 13 vereadores e é preciso que nove sejam contrários ao prefeito.

Assista ao Resenha Política

Segundo o presidente da Câmara, serão realizadas cinco votações, já que a denúncia foi dividida em tópicos.

“Se atingir dois terços em algum dos tópicos, o prefeito tá cassado”, afirmou. “A chance é grande”.

Para Oliveira, no entanto, algumas denúncias invadem o âmbito penal e não de suspeitas de crimes político-administrativos. O vereador era o relator do processo, mas renunciou ao parecer.

“Voto pela cassação, sim, mas num tópico por decoro parlamentar. Nos outros, não, porque não compete a mim, não sou investigador policial”, disse no Resenha Política. “A Câmara não tinha como cassar o prefeito por assédio, formação de quadrilha… cadê a prova? É uma investigação que a Justiça ainda não julgou”.

Meira está afastado desde junho, quando foi preso. O prefeito foi alvo da Operação Harpalo, da Polícia Civil de Pernambuco, que apura suspeitas de fraudes na licitação para a reforma do prédio da prefeitura. Desde então, a gestão está com a vice-prefeita, Nadegi Queiroz (DC), com quem Meira rompeu ainda no início do mandato. Pedidos de liberdade foram negados pelo Tribunal de Justiça do Estado (TJPE) e pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).


FECHAR