publicidade
07/11/19
Renato Antunes (Foto: Divulgação)
Renato Antunes (Foto: Divulgação)

Para Renato Antunes, base de Geraldo Júlio tenta desmerecer oposição por crítica ao projeto que aumentou o IPTU

07 / nov
Publicado por jamildo em Notícias às 16:30

O líder da oposição na Câmara Municipal do Recife, Renato Antunes (PSC), voltou a criticar o Projeto de Lei do Executivo, que institui o Programa de Regularização do IPTU Complementar 2015/2016.

“A proposta na verdade aumentará a arrecadação da prefeitura, em R$ 15 milhões”.

Em crítica ao governo socialista, o parlamentar afirmou que a gestão do PSB tenta passar uma ideia para população, diferente da realidade.

“A Prefeitura afirma que vai remir dívidas, quando aumenta receitas, trazendo a ideia de que os mais pobres não pagarão o acréscimo do IPTU, mas se há arrecadação é aumento de imposto. No momento em que há esforço de se tocar a economia para voltar a crescer, a proposta de aumentar imposto é constrangedora. Não foi fake news o que publicamos. Infelizmente estão querendo distorcer. É a velha política camaleão, que muda o teor do que está sendo colocado em prática, para tentar ludibriar a opinião pública”, disse Renato.

O vereador disse que elaborou um projeto de lei com o objetivo de reduzir o IPTU para imóveis em ruas sem asfalto e sem esgoto.

“Já protocolei aqui na Câmara, desde setembro, um projeto que visa reduzir o IPTU das ruas que não são pavimentadas e saneadas no Recife. Espero que a base governista tenha a disposição de votar neste projeto, e o Prefeito, sensibilidade, em darmos esta garantia ao povo da cidade”, afirmou o social-cristão.

Renato Antunes aproveitou o discurso para rebater insinuações de vereadores da base.

“Eles tentaram desmerecer as críticas sobre o projeto. É lamentável que tentaram desmerecer o nosso mandato e desqualificar a oposição, mas não conseguiram. Eu queria que a disposição da Prefeitura em aumentar arrecadação de tributos fosse utilizada para melhorar a vida da população. Que os drones utilizados para verificar as residências, fossem utilizadas para monitorar as ruas que estão esburacadas, sem asfalto, mas constam como calçadas. A oposição seguirá responsável, e lutando por um Recife de verdade”, afirmou o parlamentar.


FECHAR