publicidade
05/11/19
Foto: Roque de Sá/Agência Senado
Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Humberto Costa anuncia que CPI das ‘fake news’ quebrará sigilo de blogueiro apoiador de Bolsonaro

05 / nov
Publicado por jamildo em Notícias às 17:45

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), anunciou que o blogueiro responsável pelo site Terça Livre, Allan dos Santos, terá os sigilos bancários, fiscal e telefone quebrados pela comissão. O blogueiro foi convocado pela CPI mista das Fake News a prestar depoimento nesta terça-feira (5). Costa foi um dos responsáveis pelo pedido de quebra dos sigilos do apoiador de Bolsonaro, inclusive de dados, que permite acesso às redes sociais.

“A máquina de produção de informações falsas será responsabilizada em breve. Uma das principais mentiras divulgadas pelo site de direita Terça Livre foi a de que o jornalista Glenn Greenwald, editor do Intercept, acabou internado num hospital depois de sofrer uma overdose por uso de cocaína – fato jamais comprovado e absolutamente desprovido de qualquer prova e evidência”, disse Costa.

“Agora, vamos abrir o sigilo do editor desse blog e da sua empresa, que foi aberta, inclusive, em nome de um empresário da área alimentícia do país. E não é questão de devassa fiscal, não. O trabalho de investigação tem como objetivo saber quem financiou e financia esse tipo de atividade ilegal, que se baseia em calúnia, injúria e difamação”, afirmou.

O senador disse que Allan, inicialmente, concordou em abrir os seus sigilos, mas que, depois de orientado pela advogada, voltou atrás e pediu ônus da prova antes da quebra.

“Mas essa CPI tem o poder de quebrar o sigilo dos investigados. Vamos aprovar um requerimento nesse sentido”, prometeu.

“Um jornalista, como se declara Allan dos Santos, não pode, jamais, publicar uma informação antes de checá-la e de garantir o direito ao contraditório dos citados”, disse. Humberto.

Costa destaca ser jornalista diplomado, “ao contrário do blogueiro”.

“Esse tipo de difusão de fake news é criminoso e assassina reputações, destrói famílias e acaba com carreiras profissionais. Um jornalista age de maneira irresponsável e criminosa ao publicar uma informação sem checá-la. O senhor Allan dos Santos não pode querer justificar os seus crimes com base na liberdade de expressão e de imprensa e que apenas está reproduzindo conteúdo de terceiros”, afirmou.

O líder do PT criticou o comportamento de parlamentares de partidos de apoio do governo na CPI durante o depoimento do blogueiro. Segundo ele, eles dão suporte à produção de fake news para atingir a honra de adversários políticos. Humberto avalia que o Palácio do Planalto deu uma ordem para unir a tropa de choque no Congresso a fim de proteger Allan dos Santos.

“A Comissão Parlamentar de Inquérito mista vai destrinchar toda essa rede suja de mentiras bolsonarista. O próprio presidente da República apoia e divulga essas iniciativas, mesmo sabendo que se trata de algo calunioso. Faz parte da estratégia de difamar inimigos”, afirmou.

“O depoente tentou obstruir os trabalhos da CPI, tergiversou durante todo o seu depoimento e não respondendo às perguntas formuladas pelos parlamentares. Mas iremos aprofundar as investigações com as quebras de sigilo”, contou.


FECHAR