publicidade
04/11/19
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem
Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem

‘General Heleno virou um auxiliar do radicalismo do Olavo’, diz Maia

04 / nov
Publicado por Douglas Fernandes em Notícias às 11:50

Com informações da repórter Luisa Farias, da editoria de Política do Jornal do Commercio

Em agenda, nesta segunda-feira (4), em Pernambuco, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, ainda na esteira da polêmica declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) sobre um novo AI-5.

Em uma primeira declaração sobre a fala do filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o ministro disse que era preciso “estudar como fazer”, em referência à medida mais dura da ditadura militar.

“Acho que a frase dele foi grave. Além disso, fez críticas ao parlamento como se o parlamento fosse um problema para o Brasil. É uma cabeça ideológica. Infelizmente, general Heleno virou um auxiliar do radicalismo do Olavo. É uma pena que um general da qualidade tenha caminhado para essa linha”, afirmou.

LEIA TAMBÉM
» Em apoio a Eduardo Bolsonaro, Feliciano quer cassar Humberto Costa
» Augusto Coutinho defende punição a Eduardo Bolsonaro por fala sobre AI-5
» Oposição vai ao STF contra Eduardo Bolsonaro após fala sobre AI-5
» Maia diz que fala de Eduardo Bolsonaro sobre AI-5 é passível de punição
» O que foi o AI-5, citado por Eduardo Bolsonaro
» Políticos reagem a declaração de Eduardo Bolsonaro sobre AI-5

O presidente da Câmara também citou a inciativa de convocação de Heleno pelos deputados da oposição.

CPI do Vazamento de Óleo

Questionado sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Vazamento de Óleo, de autoria do deputado federal João Campos (PSB), Rodrigo Maia disse que vai decidir “entre hoje e amanhã” sobre a sua instalação após se reunir com a bancada nordestina. “Vou ouvir os deputados do Nordeste, os prós e contras e depois nós vamos decidir sobre ela”, disse.

Maia em Pernambuco

Nesta segunda-feira (4), o primeiro compromisso do demista em Pernambuco é uma visita ao Complexo Administrativo de Jaboatão dos Guararapes, cidade governada pelo prefeito Anderson Ferreira (PL). A agenda repete algo que vem ocorrendo em passagens de ministros do governo Jair Bolsonaro (PSL) pelo Estado como Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).

Os dois se conhecem do tempo em que o gestor exercia mandato na Câmara Federal. Ao deputado federal André Ferreira (PSC), irmão do prefeito, Maia havia demonstrado interesse em conhecer a gestão de Jaboatão.

No encontro com Maia, o prefeito de Jaboatão vai sugerir uma emenda ao Projeto de Lei (8518/2017), que altera a lei geral das antenas (13.116/2015) para que as operadoras de telefonia com antenas no município, que não pagam impostos para a prefeitura, revertam o uso dos terrenos em serviços para a população, como Wifi para servidores.

O cálculo da prefeitura é que operadoras como Tim, Oi, Claro e Vivo têm divida, em autuações da prefeitura, de R$ 5 milhões na gestão atual.


FECHAR