publicidade
30/10/19
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Moro pede à PGR abertura de inquérito para apurar citação a Bolsonaro no caso Marielle

30 / out
Publicado por Douglas Fernandes em Notícias às 12:06

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, encaminhou, nesta quarta-feira (30), um oficio ao procurador-geral da República, Augusto Aras, pedindo a abertura de um inquérito para apurar “as circunstâncias” do depoimento do porteiro que cita o presidente Jair Bolsonaro (PSL) na investigação do assassinato da ex-vereadora Marielle Franco. A medida do do ministro vem após o próprio Bolsonaro ter dito que iria acionar Moro para que a Polícia Federal entrasse no caso.

Segundo o ex-juiz da Operação Lava Jato, há “inconsistência” no depoimento do porteiro que trabalhava no condomínio onde o presidente morava no Rio de Janeiro e que afirmou que “sugere possível equívoco na investigação conduzida” no estado. No ofício, o ministro ressalta que durante a investigação foi “constatado, anteriormente, espúria obstrução da Justiça, com a introdução de testemunha que fraudulentamente apontou falsos suspeitos para o crime”.

LEIA TAMBÉM
» PSOL: ‘Brasil não pode conviver com dúvida sobre relação entre Bolsonaro e assassinato de Marielle’
» Bolsonaro diz que não tinha motivo para matar ninguém
» Bolsonaro acusa Witzel de divulgar informações do caso Marielle para Rede Globo
» ‘Vocês são canalhas, patifes. Não são patriotas’, esbraveja Bolsonaro em resposta à reportagem da Globo

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

“A tentativa de obstrução da Justiça só foi contornada com a atuação independente da Polícia Federal e que contribuiu para identificação dos reais suspeitos pela prática do crime em questão”, diz Moro.

» Caso Marielle: #QuemEstavaNaCasa58, questiona Twitter após reportagem citando Bolsonaro
» Bolsonaro aciona Moro para que porteiro que o citou em Caso Marielle deponha à PF
» Witzel se defende de acusações de Bolsonaro sobre Marielle: ‘fui atacado injustamente’
» Globo responde Bolsonaro e diz que ‘não fez patifaria nem canalhice’
» Saiba onde estava o clã Bolsonaro quando suspeito de matar Marielle foi a condomínio

“Para que os fatos sejam devida e inteiramente esclarecidos, por investigação isenta, venho através desta solicitar respeitosamente a V.Ex.ª que requisite a instauração de inquérito para apuração, em conjunto, pelo Ministério Público Federal e Polícia Federal, perante a Justiça Federal, de todo o ocorrido e de todas as suas circunstâncias”, emenda o ministro.

“Esclareço que endereço a presente solicitação à V.Ex.ª para viabilizar a atuação conjunta da Polícia Federal e do Ministério Público Federal no caso e diante da informação de que representação, com o relato acima dos fatos, teria sido encaminhada à Procuradoria Geral da República, sendo, posteriormente, arquivada”, finaliza Moro.


FECHAR